Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

Observação de baleias é opção para atrair turistas na baixa estação

O turismo de observação de baleias jubarte é uma das apostas para aquecer a atividade turística na Bahia durante o período de baixa estação. Entre os meses de julho e outubro, as baleias jubarte visitam o litoral baiano para o período de reprodução da espécie. O estado possui pontos de avistamento do animal distribuídos entre Praia do Forte, Salvador, Morro de São Paulo, Itacaré, Barra Grande, Porto Seguro, Arraial D’Ajuda e Cumuruxatiba, Mucuri, Nova Viçosa, Alcobaça, Prado e Caravelas, sendo esses últimos cinco municípios pertencentes à Zona Turística da Costa das Baleias. 

A estimativa do Instituto Baleia Jubarte é que cerca de 20 mil animais visitem a costa baiana neste período. Em parceria com operadoras de turismo, o instituto recebe na sede da instituição, em Praia do Forte, e também nos outros locais de ocorrência dos animais, turistas interessados em obter mais informações sobre as baleias e participar dos passeios de observação realizados em mar aberto. O Espaço Baleia Jubarte de Praia do Forte também expõe partes originais e réplicas de baleias. Antes de cada passeio é necessário participar de palestra com orientações técnicas sobre a atividade.

O secretário estadual de Turismo, José Alves, explica que a Bahia oferece ao visitante uma diversificação de atividades turísticas e, neste período de baixa estação, o avistamento de baleias é uma oportunidade de ampliar a ocupação hoteleira no estado, que atualmente chega a 60%. “O objetivo da Setur é atrair o turista interessado nessa atividade. O turismo hoje é também a oportunidade de oferecer uma experiência diferenciada, em que há a associação não somente da infraestrutura hoteleira, mas também gastronômica, entre outras áreas", afirma.

Foto: Elói Corrêa/GOVBA
As baleias escolhem o litoral da Bahia em função das águas quentes 
(Foto: Elói Corrêa/GOVBA)

Turismo responsável

Segundo o coordenador de atividades do Instituto Baleia Jubarte, Sérgio Cipolotti, além do turismo, a ação permite a coleta de dados sobre os animais e, neste período, a probabilidade de encontrar as baleias chega a 99%. “O instituto incentiva o turismo de observação de baleias, que traz um valor agregado à preservação desses animais. A gente trabalha com a conservação e o desenvolvimento de um turismo responsável e traz informação e educação ambiental para as comunidades onde há ocorrência das baleias. O trabalho que desenvolvemos é científico e também de fomento ao desenvolvimento socioeconômico das regiões”, destaca.

Ainda segundo Sérgio, a maior área de concentração dos animais é no Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, no sul da Bahia. A estimativa do instituto é de que cerca de 15 mil turistas visitem o litoral da Bahia para participar dos passeios de observação. Os passeios podem ser adquiridos diretamente nas agências de turismo cadastradas. Em Salvador, uma unidade está instalada no Porto da Barra.

Foto: Elói Corrêa/GOVBA 
Além do turismo, a ação permite a coleta de dados sobre os animais 
(Foto: Elói Corrêa/GOVBA)

A bióloga Luena Fernandes, do Projeto Baleia Jubarte, explica que as baleias escolhem o litoral da Bahia em função das águas quentes da região. “Os passeios de observação são realizados em média de duas a três horas de navegação. Neste período, nós procuramos os grupos de baleias, para que as pessoas conheçam as baleias no seu ambiente natural e observem seu comportamento".

Festa da Baleia Jubarte

Entre os dias 3 e 5 de agosto, em Praia do Forte, será realizada a 3ª Festa da Baleia Jubarte. A programação é composta por oficinas de capacitação para manejo de encalhe de baleias e golfinhos, campeonato de surf, entre outras atividades. A partir das 17h de sábado (4), será realizado um cortejo na vila da Praia do Forte, batizado de Baleia Elétrica, que inclui apresentação de Armandinho e convidados.

Repórter: Jairo Gonçalves

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑