Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Simples exame de sangue pode diagnosticar precocemente oito doenças mais comuns entre brasileiros

Na semana em que se comemora o Dia Nacional da Saúde, grupo de saúde ressalta importância de avaliações de rotina.


A correria do cotidiano acaba afastando a população do que é essencial: os cuidados com a saúde. De acordo com levantamento realizado pelo Instituto Data Popular, seis em cada 10 pessoas só recorrem ao médico quando já estão doentes. Isso acaba por dificultar o tratamento e, até mesmo, a reabilitação do paciente, a depender da patologia. 

Um simples exame de sangue ou uma consulta de rotina com um médico clínico pode ajudar a prevenir uma doença, em fase inicial, ou ainda aumentar as chances de um bom prognóstico, além da escolha de um tratamento mais eficaz para o paciente, sobretudo com relação às oito patologias mais recorrentes, entre a população brasileira: obesidade, câncer, AIDS, diabetes, dengue, hepatite C e hipertensão – dados do IBGE. 

Segundo a médica clínica geral do Plano Ambulatorial Boa Saúde, Clarissa Martinelli, integrante do Grupo Vitalmed, a cultura de prevenção - consultar periodicamente um médico - ainda é a chave para o controle e o diagnostico precoce de várias doenças. “Cerca de 70% delas poderiam ser prevenidas se o paciente tivesse o hábito de se consultar com especialistas e um cuidado maior com a saúde”, alerta a especialista. Ela acrescenta que, muitas vezes, com uma anamnese (entrevista que o médico realiza com os pacientes) e um exame físico bem feito, já é  possível diagnosticar algumas doenças ou identificar predisposições, sendo necessários somente exames complementares para comprovação e escolha de abordagens. 

“Pessoas que têm histórico familiar de hipertensão, por exemplo, podem passar a seguir orientações médicas essenciais para prevenir a doença: manter peso e uma dieta pobre em sódio, realizar atividade física, dentre outros. Com isso, esse paciente possui um grande potencial de driblar a genética e não desenvolver a hipertensão”, pontua Clarissa Martinelli. A dica é que os pacientes não deixem para recorrer ao médico somente quanto surgirem (os) sintomas. Daí a importância, segundo ela, do médico clínico geral. “Ele é a porta de entrada para as especialidades. Assim como o primeiro passo para o diagnóstico das doenças e a prevenção das mesmas”, conclui. 

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑