Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 24 de agosto de 2018

UFBA tem programa de saúde mental gratuito


UFBA tem programa de saúde mental gratuito para estudantes e professoresFala que eu te escuto.  É exatamente assim que funciona o Plantão de Acolhimento do Programa PsiU –  Universidade, Saúde Mental e Bem-estar da Universidade Federal da Bahia, voltado para a escuta de questões pontuais que causam angústia e tensões aos a comunidade universitária – estudantes, professores e técnico-administrativo. 

Como informa o coordenador do programa, o psiquiatra Marcelo Veras, “o serviço é aberto a todos os integrantes da UFBA, de forma desburocratizada, sem a necessidade de marcações, inscrição ou cadastro e com o objetivo de acolher inquietações ligadas à vida acadêmica, à própria casa, ao deslocamento ou outros temas que estejam perturbando a vida do indivíduo”.

Desde o início de sua atividade, em novembro do ano passado, o plantão de acolhimento, instalado nas dependências da Pró-Reitoria de Ações Afirmativas e Assistência Estudantil (PROAE), no campus da Federação, acolhe demandas relacionadas à solidão, insegurança e até situações mais preocupantes envolvendo pessoas que têm inclinação para suicídio ou um passado de depressão importante.

O serviço, que nasceu a partir de uma atividade de extensão, criada para psicólogos já formados, disponibiliza acolhimento desburocratizado sem necessidade de agendamento, o que “é um diferencial, pois “quando irrompem as questões subjetivas de ansiedade, nem sempre é possível esperar para um dia marcado. 

É importante quando se tem uma ansiedade, um pensamento suicidário, ter alguém que possa atender naquele momento, ou no dia seguinte, mas não dá para esperar por muito tempo”, esclarece Marcelo Veras.Embora seja aberto a toda comunidade acadêmica, quase a totalidade dos que procuram pelo serviço é composta por estudantes. 

Os professores também têm procurado o plantão de acolhimento, mas não para resolver individuais questões relacionadas a eles diretamente, conta o coordenador do serviço, acrescentando que a procura se dá quando os docentes se deparam com dificuldades e tensões em questões ligadas a estudantes ou outro colega e resolvem buscar ajuda para resolver problemas do outro. “Então vamos ao departamento e acabamos alcançando o professor, de uma maneira indireta”, completa o médico.   

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑