Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Qual é a relevância dos presidenciáveis nas redes sociais?

Bolsonaro lidera nas redes, seguido por Ciro Gomes e Fernando Haddad

A corrida presidencial está a todo vapor nas redes sociais. Um exerce mais influência que os outros, porém candidatos que não aparecem no ranking dos primeiros colocados em intenção de votos estão chamando atenção ao se destacarem em crescimento de seguidores em seus perfis, enquanto alguns são campeões em produção de conteúdo. A Airfluencers, empresa de marketing de influência, fez um levantamento sobre a relevância dos candidatos no mundo virtual.

O candidato Jair Bolsonaro (PSL) é o que lidera em número de seguidores nas três principais redes (Facebook, Twitter e Instagram). Somando todas, no total são 10,4 milhões de seguidores. Após o atentado que sofreu em Juiz de Fora (MG), no dia 06 de setembro, Bolsonaro conquistou 202.296 mil novos seguidores no Facebook, entre os dias 06 e 15 de setembro - essa, aliás, é a rede com maior expressão do candidato. Nos últimos três meses ele registra 16% de aumento de base.

Fazendo um comparativo anterior, Bolsonaro já apresentava ascensão em seguidores. Entre os dias 27 de agosto a 05 de setembro, ele conquistou 215.899 mil fãs, com um pico entre os dias 28 e 29 de agosto (111.358), após sua entrevista ao Jornal Nacional, da TV Globo.

No mesmo período de 06 a 15 de setembro, João Amoêdo (Novo) foi o segundo a crescer em número de seguidores, com 152.038 novos fãs nas redes em que se faz presente. Nos últimos 90 dias, Amoêdo aumentou em 124% sua base, que registra 2,5 milhões de seguidores e/ou fãs.

Esse ranking entre Bolsonaro e Amoêdo se estende para o número de compartilhamentos de publicações feitas no Facebook. O presidenciável do PSL exerce mais influência no quesito de compartilhamento, tendo uma média de 15,2 mil compartilhamentos, nos últimos três meses. Enquanto o candidato do Novo, gera 7,4 mil compartilhamentos, nos últimos 90 dias.

No quesito comentários, Jair Bolsonaro é o que mais gera comentários, média de 7 mil por post nos últimos 90 dias, seguido por Cabo Daciolo, candidato do Patriota, com 1.712 mil comentários.

Esse é um dado muito importante na questão de relevância. O algoritmo do Facebook leva em consideração o número de interação, seja negativa ou positiva, que quanto maior for a interação, maior será a exposição no feed de notícias. De acordo com a notificação do próprio Facebook, páginas cujos posts promovem conversas entre amigos terão exposição e aumento de tráfego.

O Twitter é uma das redes sociais que mais permite publicações de texto e que gera conversa. O campeão de publicação, nos últimos 90 dias, é Henrique Meirelles (MDB). Seu perfil registrou 2,5 mil tuítes nos últimos 90 dias. O segundo que mais produz conteúdo nesta rede é Álvaro Dias (Podemos), com 1,5 mil publicações. Entretanto, ambos são os que menos geram retuítes, um importante fator sobre exercer influência nos seguidores. A média é de apenas 20 retuítes para cada.

Nessa rede social quem apresenta maior base de seguidores é Marina Silva (Rede Sustentabilidade), com 1,9 milhão de seguidores, e o que mais gera retuítes é Jair Bolsonaro, com 2,5 mil compartilhamentos de suas publicações.

Um dado importante é a perda de seguidores no Twitter. Entre os candidatos à presidência, Álvaro Dias foi o que registrou maior queda, perdendo 43,7 mil perfis entre os dias 11 e 12 de julho, e Marina Silva é a segunda a registrar maior queda, com 37,7 mil seguidores a menos entre os dias 12 e 13 de julho.
Contudo, Marina tem recuperado seguidores de forma tímida, porém voltou a registrar queda de 1%, enquanto Dias continua em declínio de 15%.  
Retomando o quesito de publicações, no Instagram, plataforma focada em fotografias e hashtags, o que mais fez postagens nos últimos 90 dias foi Guilherme Boulos (PSOL), com 1 mil posts, seguido de Álvaro Dias, com 691.



No Instagram, após o atentado contra Jair Bolsonaro, que conquistou mais de 437 mil seguidores, o segundo que mais cresceu depois desse fato foi Ciro Gomes (PDT). No período de 06 a 15 de setembro, o candidato obteve 80.840 mil novos perfis. Hoje Gomes tem 340 mil seguidores.
Entre os dias 17 e 19 de setembro, a Airfluencers analisou 500 mil posts no Twitter. Desses, citaram 181.563 mil vezes “Bolsonaro”, 106.999 mil mencionaram “Haddad” e 45.889 marcaram “Ciro”. Alckmin é mencionado 30.091 mil vezes.

De acordo com a análise da empresa, Jair Bolsonaro continua movendo o maior volume de associação de votos e consolidando como estável, seguido pelo Fernando Haddad (PT), que cresce expressivamente. A #elenao foi citada 28.855 vezes.

Para cada cenário, é desenvolvido um grid de pontuação: somam-se os quadros de favoritismo, aceitação, associação de votos e subtraí o quadro negativo (medo, rejeição e comentários negativos). Tendo esses pontos avaliados entre 8 a 15 de setembro, a performance dos presidenciáveis nas redes sociais forma o ranking abaixo:

1 - Jair Bolsonaro
2 - Fernando Haddad
3 - Ciro Gomes
4 - Geraldo Alckmin
5 - João Amoêdo

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑