Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 18 de setembro de 2018

#Transformaê: Escolas estaduais realizam virada educacional com 12 horas


#TransformaÊ: Escolas estaduais realizam viradaeducacional com 12 horas de arte e cultura.

As escolas da rede estadual já estão na contagem regressiva para o #TransformaÊ: virada educacional Bahia, que acontecerá na sexta-feira (21). Durante 12 horas seguidas, as escolas irão promover atividades que potencializam a produção científica, artística, literária e social, para dinamizar o ambiente escolar e promover o protagonismo estudantil, com a participação de toda a comunidade escolar.

Neste ano, a ação terá como tema central: “Escola que Acolhe”, em alusão ao programa Acolher, quepromove o atendimento educacional às unidades escolares por meio da convergência de ações pedagógicas e biopsicossociais, envolvendo iniciativas em curso na rede, a exemplo dos programas Saúde do Professor e Saúde na Escola. “Esta é a terceira edição do #Transforma, um movimento importantíssimo, que busca ouvir e criar a interação entre as diversas áreas das artes, do conhecimento e da ciência, de maneira que isso possa fluir na escola e, ao mesmo tempo, a Secretaria da Educação ter isso como uma espécie de recepção de coisas que acontecem na nossa rede”, afirmou o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.Em algumas escolas o #TransformaÊ já começou nesta segunda-feira (17).

É o caso do Colégio Estadual Eurides Santana, localizado no município de Poções (a 444 Km de Salvador), que segue até sexta com diversas atividades como oficinas, rodas de diálogo, apresentações de música e de dança, olimpíada esportiva, gincana e o #Grafitaê, outro projeto da Secretaria da Educação que fomenta a arte da grafitagem nas escolas.

A estudante Emilly Rocha, 15,1º ano, do Colégio Estadual Eurides Santana, participou da oficina de Fotografia voltada para meninas, desenvolvida pelo Instituto Mandacaru de Vitória da Conquista. Durante todo o dia, o instituto realizou, também, oficinas como audiovisual, elaboração de projetos, discotecagem e bordado à mão. “Eu sempre quis saber a parte técnica da fotografia, como é possível fazer fotos tão perfeitas e quando soube da oficina, me inscrevi logo. Gosto quando a escola promove estas atividades que envolvem a comunidade”, contou.

Já os meninos se envolveram no projeto ‘Mano que é mano respeita as mina’, que oferece palestra, rodas de conversa sobre orientação sexual e atividades voltadas para o tema violência contra a mulher. Vinicius de Souza, 17, 3º ano, participou e destaca a importância do debate. “Gostei da palestra sobre respeito às mulheres, pois compreendo que estas informações também precisam partir da escola, pois há muitas brincadeiras e piadinhas que devem ser evitadas.

Também participei da roda de conversa sobre orientação sexual e ao longo da semana estarei envolvido em várias atividades. Será uma semana com muito aprendizado, conscientização e diversão”, acredita. Ainda na sexta-feira (21), durante o Transformaê, será realizada a tradicional gincana da escola, que este ano abordará o ‘Setembro amarelo’ - mês mundial de prevenção do suicídio. “Vamos trabalhar com o Acolher, porque a escola acaba acolhendo e recebendo de uma forma impactante os problemas dos nossos estudantes. 

Pois, a partir do momento que esses jovens chegam aqui e desabafam com seus colegas, professores ou com os pedagogos da escola, não devemos ser omissos. Temos que contribuir para a melhoria do diálogo com esses estudantes e dar uma resposta a sociedade, buscando a melhoria deles, seja no rendimento escolar ou na comunicação na escola, em casa, com os amigos e com a comunidade”, ponderou a diretora Cleide Jane Silva.  

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑