Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Mulheres aprendem a fazer crepes no Centro de Referência Loreta Valadares


Mulheres aprendem a fazer crepes no Centro de Referência Loreta Valadares.

Farinha de trigo, creme de leite, ovos, leite, sal e manteiga. Com esses ingredientes, de baixo custo e fácil acesso, e com aquele toque pessoal, é possível fazer a massa do crepe, alimento de origem francesa que está em alta no Brasil, principalmente em buffet de festas diversas. O recheio fica a cargo e imaginação de quem o faz, pode ser doce, com frutas, chocolate, leite condensado, doce de leite ou salgado, com proteínas, como frango desfiado, carne moída, queijo, peito de peru ou presunto.Justamente, por ser um alimento que atrela baixo custo à grande procura, a oficina de crepes doces e salgados, realizada na tarde desta quarta-feira (3), no Centro de Referência de Atenção à Mulher Loreta Valadares (Cram), nos Barris, atraiu 15 mulheres interessadas em aprender os segredos da produção do quitute.Uma delas foi Joana Angélica Mendes, de 41 anos, que pretende fazer em casa e nos aniversários da família. “Os cursos realizados aqui são ótimos! Eu fiz o de confeiteiro no início do ano e não precisei encomendar bolo no aniversário da minha filha, gerou uma economia. Com esse de crepe, penso em fazer em casa e, futuramente, empreender também”, disse a aluna.Para o professor Reinaldo Mariano, o resultado foi muito bom. “Aqui tem pessoas muito interessadas e isso é muito bacana. Além disso, o curso aumenta a autoestima e promove o bem-estar dessas mulheres, por meio da arte de cozinhar”, afirmou.A oficina de crepes doces e salgados é realizada pela Secretaria de Política para as Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), e integra a programação do Outubro Rosa até o dia 31 de outubro. Programação – Ainda estão previstas oficinas de de sequilhos, no dia 10; tortas salgadas, no dia 24; salada fitness, no dia 29; e salgados comerciais, no dia 31. Todas elas ocorrerão no turno vespertino, em apenas um dia, entre 14h e 17h. No Centro de Atendimento à Mulher Soteropolitana Irmã Dulce (Camsid), na Ribeira, serão oferecidas aulas de crepes doces e salgados, no dia 08; sequilhos, no dia 25; e salada fitness, no dia 30. As oficinas também serão realizadas no turno vespertino, das 14h às 17h. 


Localização – O Cram fica localizado na Praça Almirante Coelho Neto, nº 1, e o Camsid, na Rua Lélis Piedade, nº 63. Para se matricular, é necessário preencher uma ficha de inscrição a ser disponibilizada no local e anexar cópia de RG e CPF. Os alunos receberão certificado ao final das oficinas.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑