Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 5 de outubro de 2018

Projeto de iniciação esportiva revela talentos em Salvador


O treinamento, esforço e dedicação diários trazem como benefícios a prática de atividades físicas, melhoria da própria saúde, disciplina, espírito de equipe e, em alguns casos, até a possibilidade de uma carreira profissional. Esta é a realidade de cerca de 300 crianças e adolescentes com idades entre 7 e 17 anos, participantes do projeto de Iniciação Esportiva de Salvador (Iessa).

Desenvolvido pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Trabalho, Esporte e Lazer (Semtel), o Iessa facilita o acesso a modalidades como basquete, vôlei, futsal e handebol. Alguns dos alunos, inclusive, se especializaram e já estão no mercado de trabalho como professores. Nas quadras localizadas na Avenida Octávio Mangabeira, na Boca do Rio, por exemplo, oito alunos que fizeram parte do projeto dão aulas em academias e clubes da cidade hoje.

O educador físico e coordenador do projeto, Júlio César Machado, conta orgulhoso sobre os talentos revelados. “Nesta semana, uma das minhas alunas de tênis, que atualmente dá aula em uma escola particular renomada, virá aqui palestrar. Isso mostra a seriedade do nosso trabalho”, diz. Ele lembra que outros dois jovens que integraram o projeto atuam no Clube dos Médicos e Costa Verde Tênis Clube.



No espaço, 27 alunos praticam tênis, 47 jogam futebol e 16 aprendem noções de futsal. As aulas ocorrem de maneira revezada, de segunda a sexta-feira, em ambos os turnos.  No caso do tênis, Machado revela que a procura do público tem sido cada vez mais significativa. Os ensinamentos começam com as noções de projeção e recepção e atividades lúdicas. Em seguida, o jogo com bola, corpo e com raquete. As turmas estão divididas nas categorias iniciante, intermediário e avançado.



Entre os participantes está o jovem José Antônio Batista, de 15 anos, que mora no Alto do São Francisco, uma comunidade da Boca do Rio. Ele ingressou no projeto na oficina de futebol, mas se encantou com o tênis e trocou de modalidade. “Eu era gordinho e não conseguia jogar futebol bem. Resolvi apostar no tênis e hoje é uma paixão”. Esbelto, ele diz que a atividade ajudou a perder peso e resgatou a autoestima. “Aqui é incrível, os professores são de altíssimo nível”, disse.



Como participar – Além da quadra da Boca do Rio, as aulas são realizadas em outras duas unidades do Iessa, localizadas no Complexo Esportivo e de Lazer dos Barris, na Praça João Mangabeira; e na Avenida Octávio Mangabeira, em Itapuã. As atividades estão disponíveis gratuitamente para estudantes de instituições de ensino públicas ou privadas e que residam em Salvador.

Para participar, o interessado deve comparecer no núcleo escolhido para exercitar a modalidade esportiva acompanhado de um responsável. Os documentos necessários são a carteira de identidade do aluno e do responsável, comprovantes de matrícula e de residência e um parecer médico atestando as boas condições para a atividade física.

Campos e quadras – A Prefeitura tem investido também na reforma e construção de espaços públicos para a prática de esportes, com o intuito de beneficiar o maior número de cidadãos com acesso a esportes e a atividades de lazer. A capital baiana dispõe atualmente de 486 campos e quadras, sendo que 295 deles foram reformados nos últimos cinco anos e 103 novos foram entregues à população pela administração municipal.





0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑