Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Bahia foi contemplada com a certificação do registro nacional do Programa Memória do Mundo

                                   

A Bahia mais uma vez foi contemplada com a certificação do registro nacional do Programa Memória do Mundo, da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) em 2018 com o documento intitulado RELÍQUIA DA IRMANDADE DEVOÇÃO DE NOSSA SENHORA DA SOLIDADE DOS DESVALIDOS, LIVRO DE TERMOS DO ANNO DE 1832, ACTA DE FUNDAÇÃO. O documento, restaurado pela Profa. Dra. Vanilda Salignac Mazzoni, através da sua empresa Memória & Arte, foi um dos 10 selecionados em uma candidatura onde participaram 29 proponentes com importantes acervos brasileiros, e o único da Bahia este ano a ser incluído nesta seleta lista.



O manuscrito certificado pertence à Associação Protetora dos Desvalidos, antiga Sociedade Protectora dos Desvalidos, uma instituição remanescente da Irmandade dos Desvalidos. É uma ata que descreve o cotidiano de uma das primeiras Irmandades compostas apenas por negros, ex-escravos e com trabalho de ganho, cujo objetivo era o auxílio mútuo entre seus Irmãos. A ata foi produzida entre os anos 1832 e 1847, em tinta ferrogálica e em tinta orgânica, em papel avergoado. É um documento importantíssimo para a história da presença dos negros na cidade do Salvador no século XIX.



Este mesmo documento já havia sido contemplado pela Prince Claus Fund, de Amsterdam, Holanda, no início de 2018, em um edital para recuperação de acervos documentais relevantes e em vias de desaparecerem, também proposto pela Profa. Dra. Vanilda Salignac Mazzoni (Memória & Arte - ateliê de conservação e restauração de acervo em papel), que o restaurou com o financiamento da empresa européia.



Após ser recuperado, foi submetido ao edital MOW – Memória do Mundo/Unesco, em uma parceria entre o SPD, representado pela presidente Lígia Margarida Gomes de Jesus; Vanilda Mazzoni (Memória & Arte), Fabiano Cataldo (UniRio), Maria Cláudia Santiago (FioCruz), com o apoio dos pesquisadores  Prof. Dr. João Reis (UFBA), Prof. Dr. Jorge Augusto Alves (UESB) e Prof. Me. Lucas Campos (UNEB).



A certificação e reconhecimento do referido documento enquanto patrimônio histórico mundial faz-se extremamente importante em um momento em que se discute a guarda e o destino do acervo cultural brasileiro, que recebe pouca atenção por parte do governo, pois prêmio como este incentiva todas as instituições a preservarem seus acervos.

 

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑