Seja bem-vindo. Hoje é

sábado, 17 de novembro de 2018

Novembro Negro – Estudantes realizam caminhada no bairro de Pernambués

Novembro Negro – Estudantes realizam caminhada no bairro de 
Pernambués e debatem sobre ancestralidade em Águas Claras

Embora o Dia da Consciência Negra seja celebrado no próximo dia 20, os estudantes da rede estadual desenvolvem uma série de atividades alusivas à data durante todo o mês de Novembro. Nesta terça-feira (13), por exemplo, no Colégio Estadual Aliomar Baleeiro, a comunidade escolar promoveu a Primeira Caminhada no bairro de Pernambués, em Salvador. O objetivo foi contribuir para a conscientização sobre a valorização da Consciência Negra, além do enfrentamento ao racismo e à violência contra a mulher.

Em Águas Claras, o Colégio Estadual Renan Baleeiro, também na capital, iniciou sua programação com a confecção e exposição de cartazes com o tema “Ancestralidade” e a produção de audiovisuais com personagens da cultura negra. As atividades seguem com o Campeonato de esporte masculino e feminino homenageando países africanos, nos dias 19 e 20, apresentações culturais, no dia 21, e desfile da Beleza Negra, no dia 22.

A estudante Poliana Oliveira, 18 anos, do 2º ano do Ensino Médio do Aliomar Baleeiro, contou que a caminhada motiva o debate sobre a valorização da cultura negra. “Temos que incentivar essa discussão sobre a nossa realidade e cultura. E não há forma melhor que mobilizar a comunidade para fortalecermos essa questão, principalmente na escola, que tem como função criar esse espaço de discussão sobre esses assuntos”, disse.

Já a estudante Paola Conceição, 20, do 3º ano do Ensino Médio do Colégio Estadual Renan Baleeiro, o tema ‘Ancestralidade’ abriu espaço para que pudesse pesquisar e conhecer a história dos seus antepassados. “Conhecer nossa origem é fundamental para a formação. Com esse trabalho estamos debatendo a cultura negra e a nossa árvore genealógica. Estamos ainda produzindo vídeos com entrevistas voltadas a personagens que possam falar sobre as nossas raízes dentro da sociedade como um todo”, destacou.

Interior – Ainda nesta terça-feira, no Colégio Estadual José Aloísio Dias, em Mutuípe (a 246 km de Salvador), os estudantes participam de um Sarau Cultural com o tema “Cultura e Educação – Novembro Negro”, dentro do projeto Escolas Culturais desenvolvido pela Secretaria da Educação do Estado para contextualizar a escola com a arte e a cultura do Território onde está inserida. As atividades contaram com capoeira e apresentações musicais, com o envolvimento de agentes culturais, artistas locais e da comunidade.

Visita ilustre - Nesta quarta-feira (14), a programação do Novembro Negro envolve a visita ilustre do professor beninense Olabiyi Babalola Joseph Yai, às 9h, no Colégio Estadual Nelson Mandela, no Bairro de Periperi. O educador é especialista em línguas africanas, literatura, alfabetização, poesia oral e cultura de diásporas africanas, sendo ex-presidente do Conselho Executivo da UNESCO e ex-reitor do Departamento de Línguas Africanas da Universidade da Flórida. Na oportunidade, serão apresentadas fanfarras e oficinas de literatura africana. “Temos uma programação durante todo o ano abordando essas questões de valorização da cultura negra, pois acreditamos que a unidade tem esse conceito, principalmente pela sua localização”, disse a diretora Olívia Costa.


Fotos: Divulgação

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑