Seja bem-vindo. Hoje é

sábado, 29 de dezembro de 2018

Hotéis de Salvador terão casa cheia a partir deste domingo (30) em função do festival

Os setores responsáveis pela administração de hotéis, bares e restaurantes na capital baiana estão bastante animados com a chegada maciça de visitantes à cidade para aproveitar o verão e curtir o Festival Virada 2019. A previsão para os dias 30 (domingo) e 31 (segunda) é de lotação plena nos mais de 40 mil leitos disponibilizados pelas hospedarias da cidade.

Já os pontos de vendas de alimentos e bebidas já abraçaram de vez o Verão e registram aumento de 10% nas vendas em relação ao ano passado, conforme informações do presidente da Federação Baiana de Hospedagem e Alimentação (FeBHA), Silvio Pessoa.

"A expectativa é de casa cheia a partir deste sábado e de nenhum leito disponível na noite da virada. Bares e restaurantes já estão lotados, registrando picos de presença desde o dia 21 de dezembro, com a chegada oficial do Verão. Isso se deve à nova apresentação da cidade, cada dia mais limpa e acolhedora. Isso gera emprego e renda, além de contribuir para a divulgação de Salvador como produto turístico atrativo. Outro fator importante foi a novela 'Segundo Sol', da Globo, que deu ainda mais visibilidade ao que a capital baiana tem a oferecer", avaliou Pessoa.

A expectativa da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult) é de atrair 460 mil turistas, resultando em um acréscimo de 7,2% em comparação ao evento do ano passado, quando a capital baiana recebeu 430 mil visitantes. O festival deverá movimentar  R$ 500 milhões na economia da cidade, gerando emprego e renda para toda uma cadeia produtiva que vai desde o comércio informal até o setor empresarial. 

A Secult estima que cada visitante movimentará, em média, R$ 980, subdivididos nos setores de alimentação (35%), deslocamento interno (29%), compras (18%), hospedagem (14%), guias e excursões (2%) e espetáculos em geral (2%). De acordo com a Associação Integrada de Vendedores Ambulantes e Feirantes da Cidade de Salvador (Assidivam), a arrecadação média esperada para os festejos de fim de ano gira em torno de R$ 500 e R$ 1.500 diários, relativos à comercialização de bebidas, lanches, balas e souvenires.

Serviços - Para garantir um Réveillon seguro e confortável para o público, a Prefeitura montou um leque de serviços na área de segurança, transporte, trânsito, saúde, ordenamento do comércio informal, limpeza pública, iluminação, fiscalização e cuidado om banhistas, e proteção social para vulneráveis. A operação tem início nesta sexta-feira (28) e segue até o dia 1º de janeiro.    

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑