Seja bem-vindo. Hoje é

sábado, 2 de fevereiro de 2019

Açougue e escritório na Estrada das Barreiras, em Salvador, são flagrados com ligação irregular de água

Um açougue e um escritório, na Estrada das Barreiras, em Salvador, foram flagrados desviando água da rede distribuidora da Embasa, na quarta-feira (30). A descoberta aconteceu durante mais uma operação de combate às fraudes no consumo de água, realizada com apoio da Polícia Ciil, Polícia Militar e Departamento de Polícia Técnica.

Os dois estabelecimentos, que funcionam no mesmo imóvel, estavam com a água cortada por falta de pagamento, com 31 faturas em aberto. Por duas vezes, no ano passado, a Embasa esteve no local e flagrou a reabertura irregular da ligação. Diante da reincidência, os técnicos da empresa retornaram ao local acompanhados da polícia, para realizar nova vistoria e retirar a fraude. Os responsáveis pelo imóvel não estava no local no momento da ação, mas serão chamados a prestar esclarecimentos durante o inquérito policial.

Qualquer intervenção no hidrômetro e na rede da empresa com o intuito de furtar água é crime e o infrator está sujeito ao cumprimento das penalidades previstas na legislação vigente. De acordo com o Artigo 155 do Código Penal Brasileiro, a prática de furto de água é qualificada como crime contra o patrimônio, sujeita a pena de reclusão, além de multa. O usuário que estiver nessa situação deve procurar um ponto de atendimento da empresa e regularizar sua ligação, evitando problemas e corte no abastecimento do imóvel.

Além dos casos suspeitos identificados por meio das análises de consumo e do cruzamento de dados no sistema comercial da Embasa, a empresa conta com o apoio da população, que pode denunciar sigilosamente as situações de fraude pelo teleatendimento 0800 0555 195 ou no site www.embasa.ba.gov.br.


Fonte: Ascom/ Embasa

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑