Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Artesãs do Quadradinhos do Amor apresentam seus trabalhos manuais no Ateliê da Fábrica Cultural,


As voluntárias do Quadradinhos do Amor são as convidadas para apresentar seus trabalhos manuais no Ateliê da Fábrica Cultural, neste domingo (03/02), das 15 às 17 horas, no Mercado Iaô, na Ribeira. Neste espaço no Galpão das Artes, repleto de máquinas de costura, o grupo vai mostrar ao público sua técnica de criar quadradinhos em lã com agulhas de crochê. Estes quadradinhos se juntam para se transformar em mantas e colchas, que são doadas para instituições sociais que abrigam pessoas carentes, principalmente crianças e idosos. O Galpão das Artes reúne dezenas de artesãos, que comercializam seus trabalhos, como acessórios, moda, decoração e artesanatos em geral, dentro da proposta da Fábrica Cultural de fomentar a economia criativa.
 
As artesãs utilizam 40 gramas de lã para criar dois quadradinhos. Para realizar este trabalho social, as voluntarias aceitas doação de novelos de lá e agulhas de crochê, que podem ser feitas no próprio Mercado Iaô ou através de contato no Instagram @quadradinhosdoamorba. Este projeto, que existe em outras capitais, tem como proposta estimular o voluntariado e fortalecer ações do bem em nossa sociedade
 

 “A feira é resultado de um trabalho social que a Fábrica Cultural, ONG presidida por Margareth Menezes, vem desenvolvendo fazem alguns anos com artesãos da Península de Itapagipe e de Salvador. No decorrer dos anos estes artesãos foram qualificados através de parcerias com instituições como SEBRAE, entre outras”, revela Nadja Leoni, curadora do galpão. Nesta edição do Mercado Iaô, a feira cresceu dentro do Galpão das Artes, agregando não só artesãos como empreendedores criativos da cidade de Salvador.
 
Os expositores são selecionados através de uma curadoria que tem como critérios básicos a originalidade dos produtos, acabamento dos produtos, capacidade de produção do artesão, produtos confeccionados pelos expositores. No galpão, encontramos diversas produtos em cerâmica, palha, bordados, fibra, crochê, criações em tecido, cartolagem, azulejaria, entre outros. A ideia é integrar o trabalho social ao design, promovendo a economia local.
 
“Espaços como o Galpão de Arte, Moda e Artesanato do Mercado Iaô dá visibilidade aos pequenos produtores, além de conecta-los diretamente com os consumidores, que passam a conhecer e entender melhor o processo de produção e história do objeto que está comprando. É estimular o comércio justo, onde você compra diretamente de quem faz”, afirma Nadja Leoni.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑