Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

BaianaSystem prepara Carnaval democrático do Furdunço de hoje (28)

Um dos momentos mais esperados do Carnaval de Salvador é a passagem da banda BaianaSystem. O grupo promete arrastar uma multidão, nesta quinta-feira (28), no Furdunço, que começa a partir das 15h, no Circuito Dodô (Barra-Ondina). Sem cordas, a banda comandada pelo vocal de Russo Passapusso levará ao circuito a potência das músicas que unem ritmos como ijexá, afoxé, reggae, dub, música eletrônica e percussiva. Tudo isso sob a forte influência da guitarra baiana. Para animar ainda mais a folia, o grupo recebe no trio os appers BNegão e Vandal.

A previsão é que a banda comece a desfilar na Barra entre 17h e 18h, e siga arrastando uma legião de fãs até Ondina. Para o guitarrista Roberto Barreto, que comanda a guitarra baiana, o Carnaval é um grande acontecimento social. Com uma das pipocas mais cheias do carnaval baiano, a BaianaSystem tem contado com um aumento de público significativo na folia. “Para gente é muito gratificante fazer parte dessa festa. Surgimos em 2009 e no ano seguinte a Baiana já desfilou no Carnaval. De lá para cá, o público só cresceu e ficamos felizes porque nossa proposta é trazer uma outra forma de Carnaval”, declarou Beto Barreto.

O musicista comenta ainda sobre a satisfação do grupo de fazer parte do Furdunço. “O evento surgiu com essa necessidade de trazer outros grupos e bandas que não conseguiam espaço. Temos uma mudança bem visível no Carnaval. Sabemos que existe um esforço dos poderes públicos para tentar resolver isso”, disse Barreto. Segundo ele, a Baiana reconhece a importância histórica e social do Carnaval. “Somos referência mundial por conta do Carnaval, mas jamais podemos esquecer ou deixar de ressaltar a influência dos afros, afoxés, samba, dos blocos de sopro, todos esses estilos que fazem a essência da festa. Para nós, o Carnaval tem que ser o mais democrático possível”, destacou.

Público conduz - Animado com a participação no Carnaval, o guitarrista explica que não existe muito planejamento para apresentação na folia. “É ali, na hora. Depende muito do retorno do público. A gente vai sentindo e segue cantando. É muito mais que um show, que uma festa, é o contato com público que direciona a nossa mensagem”, declara.

Para os foliões que seguirão o trio da Baiana e curtirão os demais dias de Carnaval, o guitarrista deixa o recado: “repito o que temos falado muito. É Só Amor, uma saída de paz. E nesse espírito de compartilhar e se divertir”, enfatiza. A Baiana se apresenta apenas um dia na capital baiana. Na sequência, o grupo segue para Recife, onde se apresenta sábado e domingo, e encerra o Carnaval no Rio de Janeiro com um show na segunda-feira (4).

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑