Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Baile pré-carnavalesco anima idosos no CSU de Narandiba

Decoração temática, confetes, serpentinas e máscaras em um salão cheio de idosos, embalados por marchinhas de carnavais que marcaram gerações. Assim foi o baile de carnaval do Grupo Conviver, do Centro Social Urbano (CSU) de Narandiba, em Salvador, na manhã desta quarta-feira (20). O local é mantido pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS).

A única regra da festa foi dada pela instrutora de atividade física, Camila Sales: “A partir de agora é proibido ficar sentado”. Músicas como 'Mamãe eu quero', 'Cabeleira do Zezé' e 'Bandeira Branca' levaram o grupo com cerca de 80 idosas a uma viagem no tempo. Membros do Viver Melhor, Projeto Motivação e do Programa de Atenção a Família (PAIF) também uniram-se ao grupo. 

“Hoje foi um dia muito especial e animado, idealizado pelo grupo. Isso aumenta o sentimento de pertencimento já que eles realizaram o que eles mesmos criaram: um baile pré-carnavalesco que relembra os antigos festejos de momo”, disse a coordenadora do CSU Narandiba, Cláudia Rejane. 

O ponto alto da festa foram as eleições da mais bela fantasia, foliã mais simpática e foliã mais divertida. Após o desfile, que foi ovacionado pelos presentes, a fantasia inspirada nos blocos afros e vestida por dona Edna Nascimento, 70 anos, foi a escolhida. Já a animada Maria da Gloria Barbosa, 93, vestida de Minnie, ganhou a faixa de mais simpática, enquanto Estelita Machado, 68, vestida de Bruxa, levou o titulo de mais divertida.

“Quando me aposentei, eu me perguntei o que iria ficar fazendo em casa. Foi aí que eu encontrei esse grupo e estou amando. Esse baile foi maravilhoso e eu até levei a faixa de foliã mais divertida”, afirmou Estelita, que há seis anos participa das atividades do CSU.

Realizadas nas segundas e quartas-feiras, das 8h às 11h, as atividades do Grupo Conviver fazem parte do Programa de Atenção a Pessoa Idosa (PAPI), abertas para toda a comunidade. “O que é feito com os idosos é a atividade física gerontológica com uma ênfase recreativa e lúdica, com muito alongamento. Uma educação física adaptada à necessidade deles”, explicou o coordenador técnico de educação física do CSU, Rui Carvalho Filho. 

Fonte: Ascom/SJDHDS 

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑