Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

Casa do Carnaval terá acesso gratuito nesta quarta-feira (6)

A Casa do Carnaval terá acesso gratuito nesta quarta-feira (6), das 11h às 19h, em comemoração ao primeiro aniversário do espaço, que fica localizado entre o Terreiro de Jesus e a Praça da Sé, ao lado do Plano Inclinado Gonçalves, no Centro Histórico. Através de diversos recursos multimídia, os visitantes podem conhecer mais sobre a história da maior festa de rua do planeta, reviver carnavais antigos, além de conhecer as fantasias históricas de blocos importantes como o Ilê Aiyê, o Cortejo Afro e o Olodum.

Quem for ao espaço nesta quarta-feira já poderá conferir os seis novos filmes que serão incluídos no acervo do museu, como o curta “Irmãos Macêdo”, que retrata a história dos fundadores do trio elétrico Dodô e Osmar; “Moraes Moreira”, que exalta o artista como o primeiro cantor a subir em um trio elétrico, momento em que foi consolidada mais uma transformação da folia momesca; e “O visual do Carnaval”, uma roda de conversa entre os grandes responsáveis pela estética do carnaval: Juarez Paraíso, Jotta Cunha, Pedrinho da Rocha, Alberto Pitta e Ray Viana.

A estética dos carros de trio, a história do carnaval e a obra de Riachão, também serão respectivamente retratados através dos filmes “Orlando Tapajós”, “Paulo Miguez e Milton Moura” e “Riachão”. Tudo isso é acrescentado ao acervo histórico presente no ambiente, que é composto por adereços, instrumentos musicais, figurinos usados por grandes nomes da música baiana como Carlinhos Brown, Claudia Leitte, Daniela Mercury e Ivete Sangalo, miniaturas de personagens do carnaval como o folião, o ambulante, a baiana do acarajé e os músicos que fazem a festa, vídeos sobre a folia contada pelos artistas e muitos outros atrativos.

Desde a inauguração, no dia 5 de fevereiro de 2018 até o dia 30 de janeiro, 19.602 pessoas passaram pela Casa do Carnaval, que está instalada em um imóvel do ano de 1921, conhecido anteriormente como a Casa do Fronstispício – tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A Prefeitura investiu cerca de R$ 6 milhões para a implantação do museu. A curadoria do projeto é do artista, designer e cenógrafo Gringo Cardia. Já passaram pelo museu personalidades como Regina Casé, Débora Secco, Daniela Mercury, Carlinhos Brown, Xanddy do Harmonia do Samba, Zeca Pagodinho, entre outros.



0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑