Seja bem-vindo. Hoje é

domingo, 3 de fevereiro de 2019

Cooperativa arrecada 25 toneladas de lixo/mês com trabalho educativo

Palestras educativas nas escolas da região do Subúrbio Ferroviário sobre a importância de reciclar o lixo, o “boca a boca” na comunidade e o uso do aplicativo Coleta Seletiva Salvador têm trazido bons resultados para a Cooperativa Coopeguary, localizada na Rua Araguari, 77, em Periperi. Mensalmente, cerca de 25 toneladas de material reciclável é recolhido pela cooperativa, que é uma das sete empresas que atua, em parceria com a Secretaria Municipal de Cidade Sustentável (Secis) e a Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb), realizando a coleta, triagem e encaminhamento deste tipo de material na cidade. Em Salvador, o Programa de Coleta Seletiva funciona desde 2015.
 
Atualmente, a cooperativa conta com 13 cooperados fixos. De acordo com o presidente da Coopeguary, Edmundo Góes, algumas ações educativas foram realizadas em escolas como a Bom Samaritano, localizada também em Periperi. “Fazemos uma palestra ou outra, mas o que funciona mesmo por aqui é o ‘boca a boca’ na comunidade. Esse sim tem nos ajudado muito”, diz.
 
Góes diz ainda que muitas pessoas têm utilizado o aplicativo Coleta Seletiva Salvador. Disponível na loja de aplicativos para o sistema iOS e Android, a ferramenta apresenta os mapas dos 237 pontos de descarte correto de resíduos, dos quais 11 são de descarte de lixo eletrônico.
 
Parceria – Nas terças e sextas-feiras, a cooperativa usa um caminhão cedido pela Limpurb para recolher o lixo descartado em condomínios, escolas e hospitais da região. Todo o material como papelão, papel branco, garrafas de vidro e PET, além de latas de alumínio é levado para o galpão da cooperativa.
 
No local, o montante passa por triagem, prensa e estoque antes de ser enviado para empresas que vão transformar a matéria-prima em um produto final ou intermediário para outras etapas industriais, como fábricas de papéis, produtos plásticos, têxteis, dentre outras. Em Salvador, o volume desse tipo de material é de 360 toneladas anuais. Ainda não é o ideal, como revela uma pesquisa nacional divulgada em junho de 2018 pelo Ibope: 76% dos entrevistados ignoram a separação do lixo para reaproveitamento futuro. 
 
PEVs e Ecoponto – Salvador tem 93 Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) espalhados em 42 localidades, como Jardim das Margaridas, Boca do Rio, Imbuí, Cabula VI, Narandiba, Pernambués, Cabula, São Caetano, Santa Mônica, Alto do Cabrito, Rio Sena, Cajazeiras V, Retiro e Periperi. As cooperativas recebem da Prefeitura o material depositado nos PEVs, que são transportados até as unidades parceiras em três caminhões destinados especificamente para este fim
 
Os PEVs são confeccionados em material plástico de alta resistência e contam com capacidade de acondicionar até 2,5 m³ (metros cúbicos) de resíduos sólidos. A recomendação da Prefeitura é que a população deposite nos contêineres somente o material limpo, de forma a evitar a incidência de insetos.
 
Além dos PEVs, soteropolitanos contam ainda com um Ecoponto, localizado na Rua Wanderley Pinho, no Itaigara, que recebe materiais recicláveis. A cooperativa Catadores de Nova República é que faz a coleta no Ecoponto duas vezes por semana.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑