Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Uso de câmeras reforça fiscalização dos agentes da Transalvador

Desde a última sexta-feira (15), os agentes de trânsito de Salvador passaram a contar com mais um suporte durante as abordagens de fiscalização nas ruas da cidade. Trata-se das câmeras corporais, também conhecidas como "body cams" ou "body worns", que gravam e armazenam as imagens, como uma forma de legitimar o trabalho realizado pelos agentes durante abordagens e ações de fiscalização.

Cerca de 40 agentes de fiscalização que passaram por um treinamento preparatório para operar as câmeras já estão utilizando os equipamentos. Cada câmera possui capacidade total de 64GB e numeração única. A ferramenta só pode ser utilizada pelo mesmo agente e deve estar posicionada na altura do peitoral ou do ombro durante as operações de fiscalização e de monitoramento de trânsito.

O objetivo das câmeras corporais é dar maior legitimidade às ações de fiscalização, proporcionando mais segurança aos agentes e à população. As imagens produzidas podem ser usadas como provas em situações em que houver divergências entre as informações do agente de trânsito e a versão do cidadão.

Funcionamento – As câmeras são resistentes à água, choques e quedas, e possuem GPS integrado, permitindo a localização do agente no momento da gravação, além de contar com sensor infravermelho, que permite gravação em ambientes com baixa luminosidade. As imagens serão gravadas em Full HD, que permite excelente qualidade, tanto de áudio quanto de vídeo, além de serem protegidos por senhas, as quais os agentes não têm acesso, não podendo, portanto, realizar edições ou apagar imagens.

O agente de fiscalização André Almeida explica que o equipamento é bastante seguro, já que não tem como manipular os dados armazenados. “Os agentes só fazem o registro e não têm acesso aos arquivos. Após as fiscalizações, os dados, que podem ser áudios, imagens e vídeos, são descarregados em um equipamento específico e automaticamente são excluídos das câmeras, garantindo a legitimidade das informações”, afirma.

Em apenas cinco dias de uso, o agente destaca a aceitação da população que, segundo ele, tem se sentido mais protegida. “Nossa abordagem é padrão. Com a inclusão da câmera, no início da abordagem, informamos que o ato está sendo gravado por um equipamento do município. Os motoristas estão recebendo muito bem essa ferramenta. Não tivemos nenhum tipo de problema. Eles têm se mostrado totalmente satisfeitos, bastante receptivos”, declara.

Inicialmente 100 câmeras foram adquiridas pela Transalvador, com investimento em torno de R$300 mil. Os equipamentos estão sendo entregues de forma gradativa. Outros 60 agentes já estão sendo treinados para utilização da ferramenta.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑