Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 26 de março de 2019

Agricultores familiares baianos comemoram o Dia da Água

Agricultores familiares baianos comemoram o Dia da Água
com o acesso a água para produção
 
No Dia Mundial da Água, celebrado nesta sexta-feira (22), agricultores familiares baianos celebram a chegada de tecnologias sociais de acesso à água para produção de alimentos e dessedentação animal. São técnicas reaplicáveis e inovadoras, desenvolvidas na interação com a comunidade e que representam efetivas soluções de transformação social.
Nos últimos quatro anos, o Governo do Estado, por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), investiu mais de R$ 103 milhões na implantação de cisternas calçadão, barreiros trincheiras e barragens de pequenos e médio porte, beneficiando 32.869 famílias do semiárido baiano. 
No município de Riachão do Jacuípe, a chegada da tecnologia mudou a vida do agricultor Eduardo dos Santos: “Quando iniciamos a produção de caprino, há 20 anos, um caprino produzia menos de um litro de leite. Com a implantação dessas tecnologias, as cabras produzem até dez litros de leite por dia. Para manter um animal é preciso que a gente tenha água. Com ela, temos animal de qualidade, aumento na produtividade e melhoria de vida das famílias atendidas. Hoje, minha vida mudou, e conto com uma renda mensal em torno de R$9 a R$10 mil”. Atualmente, a propriedade é uma unidade demonstrativa no campo da segurança hídrica na perspectiva da convivência com o semiárido.
O agricultor Wellington Santos, do município de Santaluz, afirma que foi preciso aprender a conviver com a seca para trabalhar no campo: “Com orientação técnica e implantação de tecnologias sociais aprendi a aproveitar a água que cai do céu. A irrigação de gotejamento me ajudou a produzir mais e melhor”.
Para a representante do Água para Todos/CAR, Kamilla Santos, as tecnologias sociais de armazenamento e captação de água da chuva possibilitam a garantia do direito humano à alimentação adequada, na perspectiva da segurança alimentar e nutricional e na potencialização no desenvolvimento rural: “A água é direito fundamental para o ser humano. Nessa perspectiva, vale lembrar que, segundo a ONU, existem ainda R$1,9 bilhão de pessoas no mundo que vivem em áreas onde há escassez de água e, por isso, temos que ter a preocupação quanto ao gerenciamento do recurso hídrico, utilizando a água de forma adequada”.
Além da implantação das tecnologias, a SDR se preocupa também com o processo formativo das famílias beneficiadas, que passa por capacitação sobre, por exemplo, manejo da água e do solo, construção de canteiros econômicos e intercâmbio de experiências.
Nara Lígia, coordenadora técnica da  Cooperativa de Trabalho e Assistência à Agricultura Familiar Sustentável do Piemonte (Cofaspi), entidade conveniada pela CAR para implementação de tecnologias sociais, destacou que o acesso à agua vai muito além do uso racional: “A partir do acesso à água muitas famílias do semiárido passaram a ter acesso à alimentação de qualidade, a mercado e geração de renda, bem como a outros projetos sociais que estimulam cadeias produtivas que estavam adormecidas”.
 
Por meio da cooperativa, foram implantados 411 barreiros trincheira familiares e 336 cisternas calçadão, nos municípios de Várzea Nova, Mirangaba, Caém e Saúde, no Território Piemonte da Diamantina e, Caldeirão Grande, Pindobaçu, Ponto Novo e Filadélfia, no Território Norte do Itapicuru.
 

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑