Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 3 de abril de 2019

Guardar exames facilita diagnóstico do paciente


Todo paciente tem um histórico, que está registrado em exames, de laboratório ou de imagens.  Os exames “contam” a história de cada paciente, a evolução do seu problema de saúde, ajudando o médico no diagnóstico e na prescrição do tratamento adequado.

         “Guardar os exames e receitas é muito importante, tanto quanto apresentá-los em cada consulta médica, porque são dados que auxiliam na indicação dos procedimentos e, algumas vezes, a evitar os que não são necessários”, afirma a coordenadora de Saúde, Beatriz  Fauaze.

         Todos os exames possuem algum nível de risco e, justamente por esse motivo, é importante evitar expor o paciente desnecessariamente.  Um exemplo bastante comum é a radiografia, conhecida popularmente como raio X. Trata-se de um exame de comprovação diagnóstica ampla, porém a radiação transmitida apresenta certo nível de periculosidade, daí o uso de aventais de chumbo para evitar contágio.

         Quando solicitado pelo médico, o exame deve ser sempre realizado pelo paciente. Por sua vez, o paciente deve avisar ao médico se realizou o exame pedido recentemente ou, melhor ainda, levar o documento para a consulta.

         Uma boa forma de organizar o histórico médico é arquivar num só local os exames, receitas e outros documentos de saúde. Há os que separam um classificador somente para essa finalidade, o que torna mais fácil localizar os documentos na hora da consulta.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑