Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 20 de maio de 2019

Convênio vai ampliar parceria municipal no combate à violência contra a mulher

Uma parceria de sucesso entre a Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) e a Guarda Civil Municipal (GCM) vai beneficiar cada vez mais mulheres em Salvador. A formalização do convênio entre as instituições para a promoção de cursos voltados à prevenção à violência no cotidiano do público feminino foi assinada pelo prefeito em exercício, Bruno Reis, nesta segunda-feira (20), no Palácio Thomé de Souza, no Centro.

Também participaram da iniciativa os titulares da SPMJ, Rogéria Santos, e da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), Felipe Lucas; o diretor de Segurança Urbana e Prevenção à Violência (Susprev), Maurício Lima; e o inspetor geral da GCM, Alysson Carvalho, dentre autoridades e imprensa. 

“Combater a violência contra a mulher é algo que a Prefeitura também coloca como prioridade de suas ações. Esse convênio é algo que vai permitir que a mulher possa se proteger, que pode ajudar a preservar vidas e ajudar a diminuir o número de casos”, destacou Bruno Reis.

As aulas serão ministradas no Centro de Referência de Atenção à Mulher Loreta Valadares (CRLV) e no Centro de Atendimento à Mulher Soteropolitana Irmã Dulce (Camsid), por profissionais da Guarda Civil. 

Dentre os conteúdos previstos para serem abordados durante a atividade estão instrução de primeiros socorros, apresentação da GCM, roda de conversa sobre a Lei Maria da Penha e técnicas e procedimentos de defesa pessoal para mulheres. Além das aulas destinadas às mulheres, a cooperação entre os órgãos prevê ainda que a Guarda Civil seja qualificada de forma continuada, pela SPMJ, com abordagens de diversas temáticas.

Rogéria Santos lembrou que o trabalho entre a SPMJ e a GCM vem sendo realizado há dois anos – no entanto, o termo venceu recentemente. “Mais uma vez, Salvador vem inovando no que tange à proteção de mulheres. O termo não só vai trazer o curso de defesa pessoal, mas também a capacitação, pela secretaria, para os guardas municipais, principalmente as guardas femininas, que precisam ser motivadoras de outras mulheres. Vale lembrar que não é ensinar a mulher a bater, mas a se autodefender, se livrar de momentos de violência e buscar socorro”, afirmou Rogéria Santos.

O diretor da Susprev ressaltou que o curso de defesa pessoal para mulheres, em dois anos, já beneficiou 200 assistidas pela SPMJ. “A gente fica feliz com esse convênio, que tem também a proposta de realização mais intensiva de palestras e capacitações dos guardas no âmbito da mulher, da juventude e da infância”, pontuou Maurício Lima.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑