Seja bem-vindo. Hoje é

domingo, 26 de maio de 2019

Palestras sobre trabalho e desconstrução de tabus encerram Maio da Diversidade

Ações e desafios para qualificação do público LGBT, a inserção no mercado de trabalho e a desconstrução de tabus nas redes sociais foram temas de palestras realizadas, nesta sexta-feira (24), no Teatro Gregório de Matos. Os debates finalizaram a programação da 4ª edição do Maio da Diversidade, evento organizado pelo Centro Municipal de Referência LGBT, vinculado à Secretaria de Reparação (Semur). Durante todo esse mês foram promovidas várias atividades com intuito de discutir, partilhar e construir conhecimentos sobre as questões relacionadas ao corpo, gênero, sexualidade e identidade.

Antes de apresentar os conferencistas que iriam participar do debate, o coordenador de Políticas e Promoção da Cidadania LGBT do Centro Municipal de Referência LGBT, Vida Bruno, fez questão de mencionar a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que, na última quinta-feira (23), teve maioria na votação necessária para que a homofobia, a transfobia e outros crimes motivados por orientação sexual e identidade de gênero sejam equiparados ao racismo e sejam criminalizados. “Hoje vamos comemorar essa vitória, fruto de uma luta de mais de 40 anos dos movimentos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais", disse.

Palestras - A primeira palestra trouxe o tema “Ações e desafios para a qualificação e Inserção da pessoa LGBT no mercado de trabalho”. O bate-papo foi iniciado pela representante do Comitê Executivo Latino Americano, integrante do Grupo Direto de Trabalhadoras e Trabalhadores LGBT da UITA, Gisele Adão. Segundo ela, a luta para inserção desse público no mercado de trabalho ainda é muito árdua. “Estamos engatinhando. Não estamos falando apenas de cantores, músicos, artistas e famosos que conseguem ascender e ter visibilidade. A maioria são os esquecidos, com baixa escolaridade e consequentemente os excluídos do mercado de trabalho pelo preconceito”, pontua.

Ações municipais - As políticas públicas e ações de afirmação voltadas para os LGBT foram reforçadas pela secretária de Reparação, Ivete Sacramento. “Desde 2013, Salvador tem demonstrado uma preocupação com as questões LGBT e trabalhado muito na construção de projetos”, afirmou a secretária, destacando iniciativas de destaque como o trabalho do Centro LGBT, a implantação do Plano Municipal de Ações Afirmativas e do Programa de Combate a LGBTFobia Institucional. “Nossa gestão diz não a LGBTfobia e até o final de 2020 teremos mais da metade dos nossos servidores preparados para combater essa questão”, garantiu Sacramento.

O evento foi encerrado com a palestra “A discussão e desconstrução de tabus pelos influenciadores digitais”. Para o administrador, tarólogo e influenciador digital Kêu Salvador, as redes sociais têm papel fundamental na luta pela quebra do preconceito. “As redes que possibilitam a postagem de vídeos e stories alcançam milhares de pessoas em minutos. Uso a internet para ajudar as pessoas a pensarem. A rede social é rápida e sem dúvida é a melhor forma de tocar o outro”, frisou. 

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑