Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 28 de maio de 2019

Projeto de qualificação de processos dinamiza os atendimentos na emergência do Hospital Municipal


Garantir agilidade, eficiência e maior resolutividade no atendimento de emergência para população, foram os objetivos do Hospital Municipal de Salvador (HMS) ao implantar a metodologia Lean na instituição.

Iniciado em outubro do ano passado, junto com um seleto grupo de 20 hospitais selecionados em todo o país, o HMS, em parceria com o Hospital Sírio Libanês e o Ministério da Saúde, vem desenvolvendo o projeto com resultados positivos, com melhorias nos processos, assegurando fluxos contínuos, com redução dos tempos e superlotação no setor de urgência.

A qualidade e eficiência da assistência prestada pelo hospital tem gerado um gradativo aumento pela procura dos serviços, sobretudo, no setor de emergência. Em 2018, a urgência do HMS apresentou uma média de 4.700 por mês. Já em abril desse ano, foram quase 10 mil ocorrências registradas, um incremento de mais de 100%. Aliada a isso, a unidade hospitalar também tem sido referência de pacientes oriundos do interior do estado e região metropolitana. Dos mais de 150 mil atendimentos registrados no hospital, aproximadamente de 15 mil foram prestados para pessoas do interior da Bahia.

“O Lean trouxe para o HMS principalmente método. Conseguimos nos comunicar melhor e os resultados são uma diminuição do tempo de espera dos pacientes na emergência e a redução do período de permanência na unidade, ou seja, estamos conseguindo ser mais eficientes, mesmo atendendo mais pessoas dentro da nossa emergência, contribuindo para rede de saúde como um todo”, explicou o coordenador médico de Urgência do HMS, André Gusmão.

Um dos indicadores utilizados para medir os resultados do projeto é o de superlotação, chamado de NEDOCS (sigla em inglês para Escala de Superlotação do Departamento Nacional de Emergência). Ele mensura quesitos como tempo de passagem de pacientes pelas urgências, permanência no hospital e tempo de alta, entre outros. Oito meses após o início da implantação do Projeto, a equipe do Hospital Municipal observou uma melhora desse indicador superior a 52%.

“Ao longo do treinamento, observamos que a interação da equipe foi fundamental para produzir resultados expressivos na eficiência dos atendimentos em emergência. O conhecimento foi disseminado, mas a resolutividade não teria sido alcançada se cada membro da equipe não entendesse o papel fundamental que tem nesse processo”, destacou a Thayse Barreto, diretora médica da unidade.

A melhoria da assistência também já pode ser percebida pelos usuários do serviço. Moradora de Conceição de Coité, Maria da Glória fez questão de registrar o bom atendimento recebido por seu irmão, Naércio Oliveira, durante o acolhimento na emergência da unidade hospitalar. “Quero agradecer pelo excelente acolhimento que recebemos desde o porteiro até o médico. Foi nossa primeira vez na unidade e quero parabenizar todos pelo carinho, sorrisos, aperto de mão e todo tratamento recebido. Estou encantada. Não tive o mesmo tratamento em outros hospitais privados em Salvador”, destacou.

Na última quinta-feira (23), o HMS encerrou a fase de implantação para o Projeto Lean. A solenidade contou com a presença do superintendente de Saúde da Santa Casa da Bahia (Organização Social gestora do hospital), Robério Almeida, representantes do Hospital Sírio-Libanês, além da diretoria e colaboradores da unidade.

Sobre o Hospital Municipal de Salvador

Inaugurado em abril de 2018, o Hospital Municipal de Salvador está situado na Boca da Mata, próximo a Cajazeiras, onde são atendidos casos de urgência, emergência e ambulatoriais. Além de um completo parque de diagnóstico por imagem que oferece serviços de tomografia, ressonância magnética e endoscopia, possui um total de 210 leitos – 30 de UTI (adulto e pediátrico), 150 de clínica médica cirúrgica e 30 de clínica pediátrica. Também oferece atendimento domiciliar a 180 pacientes/mês que apresentarem condição de alta hospitalar, mas ainda necessitem de alguns cuidados assistenciais. O hospital é administrado pela Santa Casa da Bahia, que foi selecionada, enquanto Organização Social (OS), mediante chamamento público realizado pela Prefeitura Municipal de Salvador.


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑