Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 3 de maio de 2019

Quase 90 mil indígenas ingressaram no ensino superior desde 2010

Levantamento feito pela plataforma Quero Bolsa mostra que políticas de inclusão impulsionaram as matrículas a partir de 2014

Enquanto o total de ingressantes no ensino superior brasileiro avançou 48% desde 2010, a entrada de estudantes de origem indígena nas faculdades brasileiras deu um salto de 842% no mesmo período. O dado foi apurado pelo Quero Bolsa, principal plataforma para inclusão de alunos no ensino superior com bolsas de estudo. O time de Inteligência de Mercado da plataforma se valeu de dados do Censo da Educação Superior para acompanhar a evolução da participação de indígenas no ensino superior. A pesquisa foi realizada às vésperas do Dia do Índio, 19 de abril, data alusiva para celebrar a importância cultural e histórica dos povos indígenas.

Segundo o levantamento, em 2010 ingressaram 2.723 alunos que se declararam indígenas. Em 2017, dado mais recente disponível, foram 25.670. A participação da etnia passou de 0,12% do total de alunos ingressantes para 0,79%, com pico de 0,87% em 2016. “Isso é resultado de duas políticas de inclusão oferecidas a esta população. A primeira vem do trabalho da Funai (Fundação Nacional do Índio) de garantir acesso à Educação Escolar Indígena, oferecida por estados e municípios. A outra é a elevação do percentual de vagas destinadas a cotistas em instituições federais, que passou de 12,5%, em 2013, para 50%, em 2016”, explica Pedro Balerine, diretor de Inteligência de Mercado da plataforma Quero Bolsa. Somente pela plataforma Quero Bolsa, 1.700 indígenas conseguiram bolsas de estudo desde 2012.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑