Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 1 de maio de 2019

Requalificação da Praça Marechal Deodoro dará nova vida à região do Comércio

 
Inserida em uma localidade de grande interesse turístico e, sobretudo de grande importância no contexto da mobilidade urbana e de desenvolvimento das atividades econômicas do bairro do Comércio, a Praça Marechal Deodoro, conhecida pelo Monumento das Nações (mãozinhas), será completamente requalificada pela Prefeitura. A ordem de serviço para início imediato das obras foi assinada no local pelo prefeito ACM Neto nesta segunda-feira (29), acompanhado do vice e secretário de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Bruno Reis, demais gestores e autoridades municipais e população.

“Ao passar pelo Comércio, não me conformava com a situação da Praça Deodoro, que é a maior e mais importante praça desta localidade, do ponto de vista histórico. O abandono da praça, pelo poder público, gerou também um processo de ocupação desordenada. Assim como já foi realizado em outros lugares que passaram por requalificação, também será feito um trabalho de melhor aproveitamento do espaço. Ao longo da obra, será feita uma interlocução muito próxima da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) com as pessoas que vivem na Praça Deodoro. A revitalização da praça vai melhorar também a questão econômica da localidade”, relatou o prefeito.

As intervenções urbanísticas e de infraestrutura urbana a serem realizadas no local têm como intuito garantir a qualidade do equipamento para o uso dos soteropolitanos e turistas. Com projeto elaborado pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), a reforma engloba investimentos na ordem de R$4,1 milhões e levará seis meses para ser concluída.

A revitalização do espaço vai atingir, inclusive, a confluência da Avenida Jequitaia com a Travessa do Cais do Ouro e Rua Torquato Bahia, em aproximadamente 23.250 m² de área, contemplando os passeios das ruas de acesso e restauração do Monumento das Nações. “O que será feito nesta praça tenho certeza vai encantar moradores e visitantes. Aqui será novamente um ponto turístico da cidade”, pontuou o vice-prefeito Bruno Reis.

Demais melhorias – A praça abriga atualmente um grande ponto de parada de ônibus e vinha sofrendo com o processo de degradação e deterioração física das calçadas, dos mobiliários urbanos existentes, além de problemas como inadequada acessibilidade e iluminação precária. Para resolver esse problema, a Prefeitura fará o dimensionamento do número de abrigos de ônibus, adequação e qualificação de pontos de parada, implantação de baia na parada de ônibus e ordenamento dos estacionamentos de veículos, além de moderna iluminação.

As obras trarão melhoras na mobilidade dos pedestres com a implantação de faixa de pedestres, novas calçadas com pavimentação adequada, pista tátil direcional e de alerta e rampas, visando garantir a acessibilidade universal. Para garantir a comodidade e conforto da população, serão colocados mobiliários urbanos, como bancos e lixeiras, além de elementos de segurança como guarda-corpo e balizadores. Toda a área verde da praça receberá tratamento paisagístico, e o comércio formal e informal que hoje atua no espaço será ordenado de forma a facilitar a circulação de pedestres.

Tombado – A área onde está localizada a Praça Marechal Deodoro está inserida no perímetro tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), mediante o Decreto-Lei nº 25 de 30/11/1937 e segundo a Lei Municipal nº 3.289/83, se constituindo em Área de Proteção Cultural e Paisagística. Antigamente conhecida como Praça do Cais do Ouro, a Marechal Deodoro foi construída no final do século XIX e chegou a abrigar uma das feiras mais populares da cidade. No início do século XX, a área foi urbanizada e ganhou o nome do primeiro presidente da República.

Em 2000, o espaço ganhou o Monumento das Nações, uma escultura de mãos entrelaçadas, com referência ao elo cultural entre a América do Sul e Central e a Península Ibérica. A peça é de autoria do artista plástico Kennedy Salles, feito em granito e fibra de vidro, com 3,9 m de altura, em homenagem à Associação Iberoamericana de Câmaras de Comércio (Aico).

Demais investimentos – A reforma de uma das mais tradicionais praças do Comércio faz parte das 22 intervenções de alto impacto, promovidas pela administração municipal na região do Centro Histórico, com investimento de cerca de R$300 milhões. O vice-prefeito e titular da Seinfra lembrou que, dentre as ações já entregues, estão a nova Praça da Inglaterra e o Hub Salvador e, já em andamento, a transferência de órgãos municipais para a localidade.

Em andamento, estão sendo realizadas as obras na Rua Miguel Calmon e Praça Cairu (Comércio), Terreiro de Jesus (Pelourinho), Avenida Sete e Praça Castro Alves (Centro) e a Rua Cônego Pereira (Dois Leões/Sete Portas), dentre outras. As próximas obras envolvem a reforma do Mercado Modelo, a instalação do Museu da Música Brasileira, a criação do Pólo de Economia Criativa, os terminais do Aquidabã e da Barroquinha e a requalificação do Elevador do Taboão, após 60 anos sem funcionar. Além disso, está sendo elaborado um projeto habitacional de ocupação de imóveis para moradia na região do Centro Histórico.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑