Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 14 de agosto de 2019

V Balada Literária da Bahia celebra a importância dos mestres

Evento acontece de 21 a 25 de agosto com homenagem a Dona Cici e Paulo Freire e participação do escritor português Valter Hugo Mãe



A Balada Literária da Bahia chega à quinta edição, trazendo para o centro do debate o papel dos mestres na construção do conhecimento. A partir desta espinha dorsal, o evento rende homenagens aos educadores Paulo Freire e Dona Cici, com uma programação que reúne bate-papos, oficinas, contação de histórias, lançamentos e performances artísticas, entre os dias 21 a 25 de agosto, na Casa do Benin, no Espaço Cultural da Barroquinha, no Teatro Gregório de Matos e na Fundação Pierre Verger, no Engenho Velho de Brotas.

“Vivemos um momento de extrema necessidade de valorização de uma educação para a diversidade e fundada na liberdade do indivíduo. A Balada Literária de São Paulo elegeu a figura emblemática de Paulo Freire como norteadora de suas ações de 2019. Estamos totalmente juntos e, para ampliar o espectro, queremos pensar a arte e a literatura também na sua permanência popular e oral. Por isso, homenagear Dona Cici, a grande educadora orgânica popular, é um complemento vivo e fundamental ao debate, além de manter a coerência do evento local com sua centralidade na negritude”, afirma o poeta Nelson Maca, que divide a curadoria do evento com o escritor pernambucano Marcelino Freire.

Desdobramento da Balada Literária de São Paulo – que acontece entre 04 a 08 de setembro e também terá uma edição no Piauí – a Balada baiana segue o mesmo espírito de encontros descontraídos para troca de ideias sobre literatura e diferentes formas de arte e cultura. Mestra da cultura popular afro-baiana, Nancy de Souza, 80 anos, carinhosamente chamada de vovó Cici, educa gerações de jovens com sua memória e talento para a contação de histórias.

Dona Cici participa de um café da manhã na quinta-feira (22), na Casa do Benin, e conversa com a atriz e escritora Cássia Vale e com o produtor cultural Chicco Assis sobre sua trajetória. No último dia do evento (domingo, 25) ela será a anfitriã de uma tarde brincante na Fundação Pierre Verger, no Engenho Velho de Brotas, que inclui contação de histórias e show de Pinduka e grupo Canastra Real.

“A minha pedagogia é a da vida. É aquilo que eu aprendi através dessa minha viagem no mundo com as fotos de meu pai Fatumbi. Se não fosse ele eu não faria tantas viagens e eu não conheceria tantas coisas. Muitos lugares eu conheci através das fotos dele e outras coisas o destino fez com que eu fosse ver com meus próprios olhos. Eu fui à Cuba, Suriname, França, Suíça, Benin levando o trabalho da Fundação”, afirma Dona Cici sobre o fotógrafo e etnólogo francês Pierre Verger, que foi seu mestre e com quem ela trabalhou a partir do final da década de 80.

Com participação de autores baianos e de outros estados, a V Balada da Bahia contará com a presença do escritor português Valter Hugo Mãe, autor de 30 obras (entre poesia, romance e conto) e um dos grandes nomes da literatura portuguesa atual. Homenageado na última edição da Flixará, em julho passado, Hugo Mãe retorna como convidado da Balada e lança no evento a nova edição de Contos de Cães e Maus Lobos, seu primeiro livro de contos, pela  editora Biblioteca Azul. Ele estará numa mesa no sábado (24), às 16h, no Espaço Cultural da Barroquinha.





Sarau Bem Black abre a Balada 2019         

A primeira atividade da Balada é uma edição especial do Sarau Bem Black, comandado por Nelson Maca, que acontece na quarta (21), a partir das 19h, no Espaço Cultural da Barroquinha, com entrada gratuita.

Além das performances dos poetas residentes e da discotecagem do dj JOE, o sarau receberá os lançamentos do livro Go África, de Nelson Maca, e da sétima edição da revista Organismo – que reúne novos nomes da literatura divergente de sete estados, além do pocket-show da Versu2, banda de rap local.

O livro Go África  (R$ 30) faz parte da campanha de mesmo nome idealizada por Maca para sua primeira viagem à Maputo, capital de Moçambique, no mês passado. Com projeto gráfico do desinger Francisco Benevides, o livro reúne um conjunto de 16 poemas ilustrados, que foram apresentados por ele no festival internacional Poetas D’ Alma. São textos que falam sobre diferentes perspectivas de negritude, África e diásporas.

         







BALADA LITERÁRIA SALVADOR 2019



Quarta (21/08)

ESPAÇO CULTURAL DA BARROQUINHA (19h):
Sarau Bem Black: Lançamento da Revista Organismo número 7 e do livro Go Afrika,  de Nelson Maca; Pocket-Show da banda Versu2 (Rap)



Quinta (22/08)

CASA DO BENIN, NO PELOURINHO

- Café da manhã com a homenageada Dona Cici (10 h),  
bate-papo e lançamentos. Participação de Cássia Vale e Chicco Assis

- 14 horas: Milena Britto conversa com os escritores Lima Trindade, Nilson Galvão e Steban Rodrigues

- 15h30: Nelson Maca conversa Franciel Cruz, Marcio Bode e Marcus Gusmão

- 17 h: Milena Britto e Sarah Rebecca Kersley conversam com Marcelino Freire



 ESPAÇO CULTURAL DA BARROQUNHA:


- 19 h: TRANS/VERSAL – Sarau da Diversidade. Apresentação de Ed Marte e Sued Hosana



Sexta (23/08)

CASA DO BENIN

 9h às 12 h - Curso de prosa, a partir do livro Torto Arado, vencedor do Prêmio Leya de Literatura, com Itamar Vieira Junior e Luciany Aparecida

- 14 h Vera Lopes conversa com Fabiana Lima, Alex Simões e Sued Hosana

- 15h30: Alex Simões conversa com os escritores Denisson Palumbo, Rita Santana e Sérgio Bahialista

- 17 h: Simone Paulino conversa com o escritor franco-marroquino
Abdelah Taia



ESPAÇO CULTURAL DA BARROQUNHA:


- 19 h: Espetáculos teatrais Encruzilhada, com Leno Sacramento e direção de Roquildes Júnior, e Se Deus Fosse Preto, com Sérgio Laurentino e direção de Jean Pedro.

Entrada: R$20 e R$10 (meia)


Sábado (24/08)

 CASA DO BENIN

- Das 9h às 12 h: Curso de prosa e de poesia com Marcelino Freire e Nelson Maca

ESPAÇO CULTURAL DA BARROQUNHA:

- 14 h: Chicco Assis e Nelson Maca conversam com Juraci Tavares, Miguel Marinho (PE), Pinduka e Vertin (PE)

- 16h: Marcelino Freire e Ana Cristina Pereira conversam com Valter Hugo Mãe (Portugal)


TEATRO GREGÓRIO DE MATOS

- 19 h: Shows com Miguel Marinho, Vertin Moura e Juraci Tavares 
*Lançamento do clipe “Pássaro Só” de Vertin

Entrada: R$20 e R$10 (meia)


Domingo (25/08)


FUNDAÇÃO PIERRE VERGER

- 15 h: Encerramento com bate-papo com Dona Cici, mediado por Chicco Assis e Cássia Vale. Contação de histórias com Dona Cici e Cássia Vale 
- 17h - Show Brincante Canastra Real, com Pinduka & Canastra Real

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑