Seja bem-vindo. Hoje é

sábado, 21 de setembro de 2019

Caravana da Justiça Social leva cidadania e serviços gratuitos a Botuporã

A Caravana da Justiça Social, ação da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS), chegou ao município de Botuporã, a 720 km de Salvador, nesta sexta-feira (20), com uma gama de serviços de cidadania para a população local. E o mais importante: tudo de forma gratuita. O secretário Carlos Martins acompanhou os trabalhos das equipes.

Além dos serviços de documentação, como emissão de RG, CPF, Carteira de Trabalho, Certidão de Nascimento, Passe Livre para Pessoa com Deficiência, ID Jovem, entre outros, a SJDHDS levou, por meio da Caravana, capacitações e rodas de diálogo nas áreas de assistência social e direitos humanos. O mutirão aconteceu na Creche Municipal Professora Rosilene Maria.

Prestes a tirar um novo RG e o CPF do filho, Joelma Maria dos Santos disse que, assim como ela, muitas pessoas não podem pagar pelos documentos e que a Caravana chegou na hora certa. "Foi muito boa essa iniciativa. Meu RG já está bem velho e para conseguir vaga para meu filho na creche, ele precisa do CPF, então consegui resolver as duas coisas hoje", comentou.

"Aqui em Botuporã, mais uma vez, realizamos uma edição da Caravana da Justiça Social com grande aceitação da população, que é a nossa razão de trabalhar nesse projeto tão importante. Os serviços oferecidos gratuitamente são a porta de entrada de muitas pessoas para acessar direitos e garantir cidadania", afirmou o secretário Carlos Martins, que esteve no local acompanhado pelo prefeito Otaviano Filho e pela coordenadora da Caravana da Justiça Social, Maria Fernanda Cruz. 

Botuporã recebeu também a capacitação dos profissionais da Superintendência de Assistência Social da SJDHDS. O objetivo dos encontros é fortalecer o Sistema Único de Assistência Social (SUAS) e garantir a integralidade da política de assistência social. "Especialmente num momento tão difícil da realidade nacional, de crise social profunda, o trabalho da Assistência Social se faz ainda mais essencial", disse Martins a gestores e técnicos de diversos municípios da região. 

Para a coordenadora da Caravana da Justiça Social da SJDHDS, Maria Fernanda Cruz, "a nossa iniciativa é importante porque atendemos muitas pessoas da zona rural, de locais de difícil acesso e muitas delas extremamente carentes. Levar esses serviços básicos de cidadania até eles abre espaço para que seus direitos sejam ampliados e, com isso, cumprimos o objetivo desse mutirão itinerante".




Acolhimento

No Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) do município, o secretário participou do aniversário de 17 anos do equipamento, ao lado de trabalhadores e gestores municipais. "A política do CAPS significa uma política de  acolhimento, de inclusão. É uma grande revolução no atendimento e na garantia da proteção às pessoas com problemas psicossociais. Cada um de vocês da equipe de apoio deve se sentir realizado em contribuir com essa história. O trabalho que vocês desenvolvem tem tudo a ver com o lema da nossa secretaria, que é Justiça Social", pontuou o secretário da SJDHDS.


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑