Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 3 de setembro de 2019

Feira em Caculé mostra a força da Agricultura Familiar no sertão baiano


Com a expectativa de receber um público de mais de quatro mil agricultores familiares, começou, neste sábado (31), a II Feira da Agricultura Familiar (Feaf) de Serra Geral e Festival da Cultura Baiana. O evento, que tem como tema Convivendo com o Semiárido e Gerando Sustentabilidade, é realizado pela Cooperativa de Assessoria Técnica e Educacional para o Desenvolvimento da Agricultura Familiar (Cootraf), com o apoio do Governo do Estado e de outras instituições públicas e privadas e organizações da sociedade civil. A feira segue até este domingo (01), na Praça da Lagoa, município de Caculé, Território de Identidade Sertão Produtivo.

Durante a abertura do evento, foram entregues de 250 mil mudas de palma e 20 mil mudas frutíferas e essência florestais para agricultores familiares dos municípios de Caculé, Ibiassucê, Caetité e Rio do Antônio.  Também ocorreu a entrega de um tanque pipa e um microtrator para Federação dos trabalhadores na Agricultura Familiar (Fetraf), além de uma máquina forrageira e um kit de apicultura que vai atender diretamente famílias rurais e demais apicultores dos municípios.

Por meio do Bahia Produtiva, projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), foi assinado um aditivo de convênio com a Cooperativa Mista Agropecuária para o Desenvolvimento Autossustentável da Agricultura Familiar (Comadac), que trabalha com derivados da mandioca. Estão sendo investidos recursos da ordem de R$240 mil, beneficiando cerca de 400 famílias de municípios do território, filiadas à Cooperativa. Entre as ações previstas está a contratação de profissionais que irão atuar na gestão e acesso à mercado e logística da cooperativa entre outras finalidades.

O diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, destacou o importante trabalho que vêm sendo realizado  para o  fortalecimento e organização de cooperativas e associações da agricultura familiar,  que atuam nos ramos da produção e comercialização. Ele citou com a exemplo a Comadac,  com a oferta de assistência técnica e extensão rural (Ater),  a Coopehabitar com habilitação rural; e a Cooperativa de Crédito (Cresol) com acesso à crédito: "São experiências exitosas que devem ser multiplicadas em toda a Bahia. E o compromisso do Governo  do Estado é continuar realizando ações que promovam o desenvolvimento da Bahia, com investimentos em projetos que transformam a vida das pessoas".



Desenvolvimento Rural

De acordo com Edgar Filho, presidente da Cootraf, a II Feaf nasceu com o propósito de contribuir para a promoção do desenvolvimento sustentável e visibilidade da agricultura familiar, não só no Território Sertão Produtivo, mas também do Sudoeste Baiano e Velho Chico, abrangendo mais de vinte municípios e criando oportunidades de contato entre agricultores e de intercâmbio entre produtores e seus empreendimentos. 

"Com essa parceria com o Governo do Estado, podemos, de fato, ter uma agricultura forte e sustentável. Nós que somos da agricultura familiar só temos a agradecer por essa oportunidade, porque sabemos que implementos como esse pode sim transformar a vida dos nossos agricultores e as propriedades, para serem cada vez mais produtivas e trazendo renda e sustentabilidade para essas comunidades", lembrou o coordenador da Cootraf.



Programação

No encontro os agricultores estão sendo orientados sobre a utilização de inovações tecnológicas, com palestras, participação de agentes financeiros com orientações e liberação de crédito, troca de experiências entre agricultores familiares e fortalecimento da rede de associações e cooperativas. Na feira será possível ainda promover espaços de negócios e parcerias entre as organizações da agricultura familiar e também com o mercado privado, grandes mercados e comerciantes que irão visitar a feira. A programação conta ainda com apresentações de experiências exitosas da Cootraf.

Para o superintendente da Agricultura Familiar (Suaf), Ademilson da Rocha (Tiziu), a feira é um importante espaço para valorizar e apresentar esse alimento saudável, que vem da luta e de muito trabalho dos agricultores e agricultoras familiares: "Por isso o respeito da SDR e da Suaf, pelas mãos que trabalham no campo e alimentam a população". 

Regina Dantas, presidente da União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes-BA), destacou que esse evento e a participação de cooperativas e associações são resultado de ações de um governo democrático: "Isso aqui está sendo possível a partir de políticas públicas que vêm sendo executadas no estado da Bahia. Por outro lado, as organizações buscam essas políticas e aplicam os conhecimentos, então o resultado aparece, fazendo acontecer o associativismo e o cooperativismo".

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑