Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Projeto piloto "Marias na Construção" inicia terceira turma no CEU de Valéria


O projeto piloto do programa “Marias na Construção” realizou mais uma aula inaugural para 30 mulheres, nesta segunda-feira (16), no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) de Valéria. Essa é a terceira e última turma desta edição, que envolve 120 alunas. A iniciativa tem beneficiado mulheres de comunidades carentes de Salvador, através de cursos gratuitos voltados para a construção civil. A ação faz parte do eixo capacitação e empregabilidade da Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) e conta com a parceria do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Bahia). As duas primeiras turmas receberam aulas nas comunidades de Cajazeiras e Pernambués.

Durante o evento, a secretária da SMPJ, Rogéria Santos, fez questão de pontuar que o projeto piloto tem dado a expertise para nova fase do programa que deverá assistir 800 mulheres em outros bairros de Salvador. “Fizemos o piloto e agora temos a fundamentação para seguir ampliando o 'Marias na Construção' por toda Salvador. Logo em breve vamos anunciar o projeto mãe bem maior e com um número mais expressivo de mulheres beneficiadas”, garantiu Santos, ressaltando que o caráter itinerante do projeto faz toda a diferença. “Levamos a capacitação para dentro da comunidade. Sabemos que muitas dessas mulheres não têm como pagar transporte e as vezes não querem se ausentar do local onde moram por não ter com quem deixar os filhos”, frisa a secretária.

Fora do mercado de trabalho há 16 anos, idade do seu único filho, a doméstica Franciane Chagas, 39 anos, está ansiosa para começar o curso que tem a carga horária de 160 horas aulas, incluindo ensinamentos teóricos e práticos. “Tenho jeito para rejunte e levantamento de bloco. Preciso aprender uma profissão para tentar me reinserir no mercado de trabalho. Graças a esse curso da Prefeitura que ouvi falar muito bem, conseguirei aprender pertinho de casa, me formar e lutar por um trabalho”, disse a aluna, que reside na Lagoa da Paixão.

O desejo de aprender a função de pedreira polivalente e se capacitar para galgar uma oportunidade de emprego fixo também está entre os anseios da vendedora autônoma Crislane Silva, 27 anos. Moradora de Valéria e mãe solteira de um garoto de 7 anos, ela afirmou que o curso é a grande chance de ter um vínculo empregatício com a carteira assinada. “Sempre vendi uma coisinha ou outra, mas nunca tive um emprego. Com o 'Marias na Construção' terei essa oportunidade”, comemora. As aulas teóricas se estenderão por duas semanas, totalizando 40 horas, e serão ofertadas na unidade itinerante do Senai que está estacionada no pátio do CEU.

Participaram também da aula inaugural o diretor-geral da Codesal, Sosthenes Macedo, o gerente do Senai, Marcelo Azoubel, a primeira mestra de obras da Bahia e inspiração para o projeto, Maria do Amparo, e o gestor do CEU, Délio Lima. Além da apresentação do projeto pelas autoridades, a programação de abertura do curso contou com diversas apresentações culturais da comunidade. Subiram ao palco do Espaço Cultural Boca de Brasa os grupos Ballet da Rosa, Periféricos, Hits Danc African e a Capoeira Farol da Bahia.

Iniciativa – Desenvolvido pela SPMJ, o "Marias na Construção" conta ainda com a parceria da Defesa Civil de Salvador (Codesal), promovendo informações técnicas acerca de construções seguras no município, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-Bahia), oferecendo conhecimento sobre empreendedorismo e acesso à crédito, e a Secretaria de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), que garantirá a inserção no mercado de trabalho, para as alunas que mais se destacarem durante o curso.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑