Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 11 de setembro de 2019

Sessão especial marca o Dia de Luta contra a Gordofobia

Respeito, oportunidade e equidade. As palavras mais ouvidas durante a sessão especial que celebrou o Dia de Luta contra a Gordofobia (10 de setembro) são as que representam os maiores desejos das mulheres gordas. A atividade foi presidida pelo vereador Hélio Ferreira (PCdoB) e realizada em parceria com o Movimento Vai Ter Gorda, na noite desta terça-feira (10), no Plenário Cosme de Farias.

A sessão especial debateu questões relacionadas aos avanços e desafios da mulher gorda na sociedade e destacou a importância do respeito às diferenças. “Já venho acompanhando esse movimento há algum tempo e isso me motivou a propor a lei que garante o acesso dos gordos pela porta de desembarque dos ônibus, a fim de evitar o uso da catraca”, destacou Hélio.

“É uma data para reforçar o respeito e os direitos da pessoa gorda. O projeto de lei do vereador Hélio é muito importante. É necessário também pensar políticas públicas, sensibilizar o município sobre essas questões e combater o preconceito”, disse a vereadora Marta Rodrigues (PT). 

“Estou feliz em ver o engajamento dessa Casa no combate à gordofobia e defesa dos direitos dessa parcela da população. A diversidade não pode nunca ser alvo de preconceito”, ressaltou a deputada estadual Olívia Santana (PCdoB).
A coordenadora nacional do Movimento Vai Ter Gorda e 1ª Miss Plus Size Bahia, Adriana Santos, falou da importância da data para ajudar a reafirmar a luta. “Celebrar esse dia e também esse projeto proposto pelo vereador nos fortalece. A Lei de Combate à Gordofobia, que também está em tramitação nesta Casa, trará direitos importantes para nós”, reforça a militante.  

 “Os dois projetos estão alinhados com nossas lutas diárias. Para mim é emocionante ver que esse assunto está sendo debatido pela sociedade. É preciso que as pessoas nos normalizem. A nossa luta é diária contra os diversos padrões e preconceitos que nos amarram. Ao contrário do que muita gente pensa, não queremos ‘implementar uma ditadura da gordura’. Queremos que a sociedade respeite não só os gordos como todas as minorias”, afirmou a jornalista Naiana Ribeiro, que é repórter do jornal Correio e criou a PLUS, a primeira revista para gordas do país. 

Na sessão especial, foram homenageadas personalidades reconhecidas pela atuação e militância contra a gordofobia. As apresentações culturais foram feitas pelo Grupo de Samba Poder Grisalho, pela Orquestra de Berimbau e pelo Grupo Ritmo Plus. 

A mesa foi composta pelos já citados e pela representante da secretária de Políticas para Mulheres, Julieta Palmeira, a assessora Rosa Cabral; pela coordenadora do Vai Ter Gorda, Maria França; pela psicóloga Ana Paula Almeida e pelo produtor de moda Rai Silva. 


Fonte da notícia: Diretoria de Comunicação

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑