Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Volume de serviços na Bahia avançou 2,3% no mês de julho

A Pesquisa Mensal de Serviços, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra que o volume de serviços avançou 2,3% na Bahia, em comparação com junho deste ano, com ajuste sazonal. Os dados foram analisados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento.

Segundo o secretário estadual do planejamento, Walter Pinheiro, o avanço da Bahia nesta mesma base de comparação foi superior à nacional. “O volume de serviços no Brasil marcou expansão de apenas 0,8% em julho de 2019, em comparação ao mês imediatamente anterior. No caso da Bahia, essa é a terceira variação positiva no ano de 2019”, disse.

Na mesma pesquisa, a receita nominal de serviços na Bahia apontou, em julho de 2019, em comparação com junho do mesmo ano, avanço de 2,0%, com ajuste sazonal. No acumulado do ano de 2019, avançou 2,5% em relação ao mesmo período do ano anterior, com destaque para as atividades de serviços profissionais, administrativos e complementares (6,4%); serviços prestados às famílias (5,8%); e transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (3,6%).

Sobre a receita nominal, no acumulado dos últimos 12 meses, a Bahia avançou 2,1% em relação ao mesmo período anterior, com destaque para as atividades de serviços profissionais, administrativos e complementares (7,3%), serviços prestados às famílias (5,8%), e transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (4,4%).

Já em relação a julho de 2018, o volume de serviços caiu 5,0%. O indicador acumulado no ano contraiu 1,2% e o indicador acumulado em 12 meses diminuiu 1,5%.

Atividades turísticas

Em julho de 2019, o índice de atividades turísticas na Bahia apontou variação positiva de 0,3% frente ao mês imediatamente anterior (série com ajuste sazonal). Em sentido contrário, os resultados negativos mais relevantes vieram de Santa Catarina (-5,6%), Paraná (-3,2%) e Rio Grande do Sul (-3,5%).

O volume das atividades turísticas, quando comparado com o mesmo mês do ano anterior, avançou 5,8% na Bahia. Na Receita Nominal, a Bahia apontou a quinta maior variação, ficando com 11,1%.

No indicador acumulado do ano, o agregado especial de atividades turísticas na Bahia apontou crescimento de 2,2%. Por outro lado, Distrito Federal (-7,0%), Santa Catarina (-3,4%) e Paraná (-2,2%) assinalaram as principais influências negativas no acumulado do ano para as atividades turísticas. Na Receita Nominal, a Bahia apontou a terceira maior variação (8,6%), ficando abaixo de São Paulo, que apontou expansão de 14,7%.

No indicador acumulado dos últimos doze meses, a Bahia avançou 2,7%. Regionalmente, apenas oito dos doze locais investigados registraram taxas positivas, com destaque para Ceará (11,7%), São Paulo (7,7%) e Pernambuco (4,4%). Já Paraná (-4,9%) e Distrito Federal (-2,9%) foram as principais influências negativas para as atividades turísticas. Na Receita Nominal, a Bahia apontou a terceira maior variação (8,2%), ficando abaixo de São Paulo que apontou expansão de 13,4%. Para acessar o boletim completo clique aqui.

Foto: Gov/BA

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑