Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 4 de novembro de 2019

Cruzeiro busca empate com um jogador a menos contra o Bahia


Os visitantes saíram na frente do placar, com gol de pênalti de Fernandão. Mesmo com um a menos, já que Orejuela foi expulso por colocar a mão na bola e receber o segundo amarelo no lance do pênalti, a Raposa conseguiu empatar. Sassá, em bonita finalização, de fora da área, igualou o marcador.

Como seus adversários diretos - Fluminense e CSA - não venceram suas partidas, o Cruzeiro se mantém fora do Z4, com 33 pontos, na 16ª colocação. Se tivesse derrotado o Bahia, o time celeste ultrapassaria Ceará e Botafogo, que foram derrotados nesta rodada por Palmeiras (1 a 0) e Santos (4 a 1). 

Na próxima rodada, o Cruzeiro deixa Belo Horizonte e visita o Athletico-PR em duelo pela 31ª rodada da Série A. A partida está marcada para as 21h30 de quarta-feira (dia 6), na Arena da Baixada. O Bahia, por sua vez, ainda sonhando com vaga na Copa Libertadores de 2020, recebe a vice-lanterna Chapecoense em partida que será realizada na mesma data e horário do compromisso da Raposa. 

O jogo

Dono de 63% da posse de bola no primeiro tempo, o Cruzeiro também teve as melhores chances da etapa inicial do duelo no Mineirão. Privilegiando a criação das jogadas pelo lado direito, nas costas de Artur, o time celeste chegou com perigo aos 12’. Éderson, Marquinhos Gabriel e Orejuela trabalharam a bola. O lateral cruzou para área, mas David, livre, deseperdiçou a chance. 

O Bahia até buscou ser agressivo quando tinha a posse da bola, mas dificilmente conseguia completar o último passe com qualidade. Enquanto impedia o Tricolor de avançar, o Cruzeiro também buscava abrir o placar. Aos 23’, Éderson finalizou de longe, e a bola raspou na trave. Seis minutos depois, Fred conseguiu marcar, mas o gol foi anulado. O camisa 9 estava em posição de impedimento.

O domínio do Cruzeiro se intensificou na volta do intervalo. No início do tempo final, a Raposa chegou a ter 75% da posse de bola e criando novas oportunidades de gol. No primeiro minuto, David entrou na área com a bola dominada e recebeu um toque do zagueiro do Bahia. O árbitro marcou impedimento de forma equivocadamente no início da jogada e ignorou a penalidade. 

Aos 5’, o camisa 11 teve nova oportunidade. Ele aproveitou sobra na entrada da área, cortou Nino Paraíba e finalizou. Douglas fez importante defesa. A resposta do Bahia, que até então não havia sequer assustado Fábio, veio com gol. Aos 20’, Orejuela cortou cruzamento com a mão, e o árbitro Wagner Reway, auxiliado pelo VAR, marcou pênalti, convertido por Fernandão. 1 a 0. O lateral-direito também recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. 

Mesmo com um a menos, o Cruzeiro não desistiu de atacar. Muito pelo contrário. Abel Braga deu gás novo ao setor ofensivo, acionando Ezequiel e Sassá no banco de reservas, e viu as mudanças funcionarem. Aos 28’, Sassá testou de fora da área e acertou bela finalização, sem chances para Douglas. 1 a 1. Depois do gol, o treinador tentou recompor o setor defensivo e optou pela entrada de Edilson na vaga de Fred. O atacante deixou o jogo sob muitas vaias.

C0m informações .superesportes

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑