Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 7 de novembro de 2019

Feira de Saúde beneficia população negra de Periperi

Cerca de 500 pessoas foram beneficiadas com a feira de saúde promovida pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), na Praça da Revolução, em Periperi, nesta quinta-feira (7). A ação ocorreu durante todo o dia como parte da programação especial dedicada ao Novembro Negro.

Dentre os serviços oferecidos ao público estão emissão de segunda via e impressão do nome social no cartão do SUS, teste rápido para a detecção de doenças sexualmente transmissíveis, teste de glicemia, aferição de pressão arterial, orientação nutricional, atendimento com médico clínico e saúde bucal.

Além destes serviços, o público também teve acesso à atualização cadastral do Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, orientação com a Defesa Civil (Codesal), informações sobre os direitos dos idosos e outros. Houve ainda apresentações artísticas e culturais, a exemplo de um coral que cantou paródias de samba e arrocha, no intuito de atrair a atenção para o combate à dengue, prevenção e cuidado com o câncer de próstata, além da importância da vacinação contra o sarampo.

Para a corretora de imóveis Isabel Santana, 53 anos, a feira trouxe a possibilidade de resolver diversas pendências com agilidade, além do conforto de não precisar se deslocar do bairro. “Essa iniciativa é ótima facilita muito porque encontramos aqui serviços que não temos acesso tão facilmente no dia a dia. Eu fiz consulta com clínico, a segunda via do meu cartão do SUS que estava estragado e ainda aferi a pressão”, afirmou.

Subcoordenadora de ações estratégicas da Diretoria de Atenção da Saúde municipal, Nadjara Mahim destacou que a ação se faz extremamente necessária já que quase 83% da população de Salvador é negra. O município já realiza ações voltadas à saúde da população rotineiramente, mas, em novembro, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) intensifica as ações para tornar mais acessível os cuidados da população negra com a saúde e fortalecer as politicas públicas voltadas ao público. “Se não combatermos o racismo institucional teremos práticas que vão inviabilizar o sucesso da assistência”, reforçou.

A Prefeitura está preparando uma ação semelhante à de hoje na próxima quinta-feira (14), no Abaeté. Até o fim do mês todas as unidades de saúde estarão desenvolvendo atividades voltadas à temática. Já nos dias 21 e 22 haverá um seminário na Universidade Católica do Salvador, na Federação, que abordará o tema “Por uma Salvador livre da discriminação e racismo na saúde”.  



0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑