Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 13 de novembro de 2019

ProAr atende mil pacientes com asma grave em Salvador

Um atendimento especializado com uma equipe multidisciplinar para pacientes portadores de asma crônica. O Programa para o Controle da Asma (ProAR) é fruto de uma parceria entre a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e a Universidade Federal da Bahia (Ufba), e atende mensalmente mil pacientes, no Multicentro Carlos Gomes, localizado no Centro. Além dos doentes cadastrados, o programa recebe uma média de 20 portadores de asma encaminhados por emergências e unidades básicas de saúde. Desde 2006, a SMS atende e acompanha as pessoas diagnosticadas com a forma mais grave da doença que acomete de 3 a 5% da população da Bahia.

Para o jovem João Ricardo Rodrigues, 19 anos, a asma sempre foi um pesadelo. Identificado com a doença desde nascimento e com constante dificuldade de respirar, precisa tomar medicações e se manter distante das partidas de futebol. No entanto, há quase um ano, desde quando passou a ser atendido pelo ProAr, tem visto a vida mudar. “Eu tenho voltado a fazer coisas que não fazia há muito tempo. Aqui recebo o acompanhamento e a medicação certinha e isso tem feito muita diferença nos meus dias”, revelou o jovem que a cada três meses passa por consultas com pneumologista e farmacêutico para ajustar as doses das medicações.  

O paciente que chega ao ProAr é submetido a uma triagem e em seguida atendido por um pneumologista que solicita exames de sangue, radiografia dos pulmões, espirometria e testes alérgicos. Após os resultados, se ficar comprovada a gravidade da doença, ele é admitido e passar a integrar o programa. Durante o acompanhamento no Multicentro, o paciente passa por consultas frequentes e tem o suporte devido com exames, prescrição e dispensação de remédios.

Para o coordenador do programa, o médico pneumologista Ademir Machado, o serviço como o ProAr é fundamental para o controle dos doentes que sofrem com a forma crônica da doença. “Temos um percentual de quase 5% da população baiana com a asma grave. A patologia, se não tratada, pode tapar a glote e matar. Sem falar que pacientes não controlados muitas vezes deixam de ir à escola e em algumas situações são afastados do trabalho. Os assistidos reduzem a morbidade, as hospitalizações e diminuem os gastos públicos com possíveis complicações”, alerta o médico.

Capacitação profissional – Atualmente, a equipe do ProAr atua com dois assistentes sociais, dois farmacêuticos, uma enfermeira e quatro pneumologistas. Para melhor atender os pacientes asmáticos, a Prefeitura promoverá uma capacitação dia 23, às 8h, no Auditório do Instituto de Ciências da Saúde, situado na Rua Reitor Miguel Calmon, s/n, Vale do Canela. O curso será para profissionais médicos, enfermeiros, assistentes sociais, preparadores físicos, psicólogos, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, dentre outras especialidades da área de saúde.

Serão dois módulos, um deles teórico, com duração de 8h e que habilita para a realização do segundo módulo, prático, que tem duração de 30 dias. Será emitido certificado para quem concluir o curso. Os participantes submetidos à etapa teórica passarão a desenvolver atividades de capacitação e treinamento em serviço na central ambulatorial de referência do ProAR, com carga horária total de 40h.

As atividades são subdivididas em atendimento ambulatorial de asmáticos graves com discussão de casos; observação das consultas farmacêuticas; observação da dinâmica de consultas de enfermagem; participação nas sessões clínicas semanais; participação das sessões de educação para saúde para pacientes e familiares; técnicas de realização de espirometrias e interpretação de resultados.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑