Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

Monumento destaca legados de Mestre Moa do Katendê

O Dique do Tororó, em Salvador, ganhou um monumento em homenagem ao ativista Romualdo Rosário da Costa, o Mestre Moa do Katendê, assassinado em 2018. Em formato de um grande berimbau, colorido e iluminado, a obra gera curiosidade e desperta interesse da população pela história do também compositor e líder negro que morava nas imediações, no bairro Dique Pequeno, juntamente com boa parte da família. 

A inauguração foi realizada na sexta-feira (29), como parte da agenda do Novembro Negro da Bahia, articulada pelo Governo do Estado. A titular da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Fabya Reis, destacou que o ato é um marco nas ações estratégicas da Década Internacional Afrodescendente na Bahia. 

“É uma grande alegria celebrar a resistência e os legados do Mestre Moa, agregando o movimento da capoeira, os afoxés e organizações da luta antirracista. Este monumento ressalta a trajetória de um homem que foi educador, um protagonista da poesia e das artes negras. Que a gente possa trabalhar, cada vez mais, para construir um sociedade que respeita a diversidade, livre do racismo e das intolerâncias”, pontuou Fabya Reis.

Para Jasse Mahi Costa, filha caçula de Moa, a homenagem tem grande valor simbólico, sendo um justo reconhecimento ao artista. “O monumento está bem característico com o homenageado. O Dique do Tororó é cartão postal da Bahia e o local onde Mestre Moa fez história. Isso é importante para as pessoas lembrarem onde ele nasceu e de onde levaram a vida dele. Os artistas merecem ser lembrados”, afirmou Jasse.  

Após descerramento de placa de homenagem, ao som de berimbaus, o evento foi encerrado com um abraço simbólico ao monumento. O berimbau em homenagem ao Mestre Moa fica localizado nas imediações dos restaurantes do Dique, em frente à Arena Fonte Nova. A ilustração é assinada pelo artista Cristiano Siqueira. 

O projeto foi desenvolvido numa parceria entre Sepromi e secretarias do Turismo (Setur), de Comunicação Social (Secom) e do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb). A inauguração reuniu familiares, artistas, representações do poder público, grupos de capoeira e organizações do movimento negro.   

Novembro Negro 

O Novembro Negro da Bahia é um calendário emblemático de mobilizações do movimento negro, homenageando heróis e heroínas como o líder quilombola Zumbi dos Palmares. Ao longo do mês aconteceram caminhadas, seminários, rodas de diálogo, campanhas, além de projetos apoiados pelo edital da Década Internacional Afrodescendente, lançado pela Sepromi.

Fonte: Ascom/Sepromi

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑