Seja bem-vindo. Hoje é

domingo, 29 de março de 2020

Água sanitária é grande aliada no combate ao Aedes aegypti

O produto têm eficácia comprovada no controle dos transmissores de doenças


Durante a pandemia mundial da doença Covid-19, transmitida pelo novo coronavírus, outra pequena ameaça vem causando grandes estragos em todo o Brasil. Até o início de março, foram mais de 300 mil casos de dengue registrados pelo Ministério de Saúde em 2020. O Aedes aegypti,  inseto responsável pela transmissão da doença, também transporta enfermidades como febre amarela, chikungunya e zika vírus.

Um potente aliado nesta batalha é a água sanitária, produto de baixo custo e comum nas casas dos brasileiros. Para simplificar este combate, a Brilux reuniu algumas dicas de como utilizar a água sanitária contra o Aedes aegypti e o novo coronavírus. A Coordenadora Química da marca, Cristina Campos, explica como isso acontece. “No caso do Aedes aegypti, o hipoclorito de sódio com cloro ativo, presente na água sanitária, atua na inibição do crescimento das larvas, levando-as à morte ”, explica a especialista.

O produto também pode ser utilizado para limpeza de ambientes, superfícies e objetos, como um mecanismo para ajudar a inibir a presença de vírus e bactérias. “A água sanitária promove o rompimento da parede celular do vírus pela ação oxidante do cloro livre, o que atesta a eficácia como virucida. O produto age na camada proteica de proteção dos microrganismos e é um agente importante na limpeza doméstica”, acrescenta Cristina.

Para matar a larva do Aedes aegypti, é necessário colocar a água sanitária em  locais com grande acúmulo de água. Segundo Cristina, o uso recomendado do produto é uma dose de 10 ml/l. “Esta proporção, de aproximadamente uma colher de sopa para cada litro de água, é recomendada para agir em possíveis focos de mosquito. É aconselhado aplicar o produto em ralos de pias, banheiros e cozinha a cada 24 horas”, afirma. 

Para locais como caixas de descarga e piscinas, a mesma medida é indicada. Ou seja, a cada mil litros de água, deve ser utilizado dez litros do produto.  No caso das plantas, a mesma solução é indicada para regá-las. O produto elimina possíveis focos do mosquito, sem apresentar mal algum ao vegetal. o ideal é regá-las com a solução de uma colher de sopa de água sanitária para cada litro de água.

A solução já é conhecida no dia-a-dia de quem cuida da limpeza doméstica. A diarista Deise Santos, que trabalha com higienização de ambientes, conta que o produto é um companheiro frequente. “A água sanitária é o melhor amigo da dona de casa, do profissional de limpeza e deveria ser de todo mundo. Além de ser um produto que age como alvejante de roupas, ele também mata as bactérias e pode também ser usado para combater o mosquito da dengue”, comenta ela.

Já no combate ao coronavírus, é recomendado limpar superfícies com um pano limpo umedecido em uma solução de uma parte do produto para nove partes de água para promover a desinfecção. Locais que possuem muito contato humano devem ser higienizados duas vezes por dia. A sola de sapatos, bolsas, mochilas, roupas e tudo que for trazido da rua não devem ser esquecidos na limpeza.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑