Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 21 de abril de 2020

Com isolamento social, gasolina despenca 5,96% no país na primeira quinzena de abril

Conforme levantamento da ValeCard, Paraná (-11,82%), Distrito Federal (-10,43%), Mato Grosso (-8,46) foram os estados que registraram maiores quedas

O preço médio da gasolina comum no Brasil caiu 5,96%, em média, na primeira quinzena de abril em comparação com o valor registrado no mês de março. Conforme levantamento da ValeCard, empresa especializada em soluções de gestão de frotas, na comparação com a primeira quinzena do mês anterior, a queda nos primeiros 15 dias de abril foi ainda maior: 7,07%. 

A expressiva redução no preço do combustível é resultado de sucessivas diminuições do valor nas refinarias da Petrobras – desde janeiro, o valor do combustível já caiu 48% – e também reflete a queda no consumo registrada após o começo da pandemia do coronavírus. Nos primeiros 15 dias de abril, o preço médio do produto no país foi de R$ 4,324. 

Na comparação com março, os estados que registraram maiores quedas no preço na primeira quinzena de abril foram no Paraná (-11,82%), Distrito Federal (-10,43%), Mato Grosso (-8,46%) e Piauí (-8,37%). No período de 30 dias encerrado em 15 de abril, as maiores reduções de preço foram registradas no Paraná (-13,28%), Distrito Federal (-12,75%), Espírito Santo (-10,05%) e Mato Grosso (-9,79%). 

Por outro lado, na comparação com março, as menores quedas do preço na primeira quinzena de abril ocorreram no Amazonas (-2,72%) e no Acre (-3,69%). No período de 30 dias encerrado em 15 de abril, as menores reduções foram registradas no Amazonas (-3,38%) e no Acre (-3,69%). O Amapá foi o único estado onde o preço subiu, tanto no comparativo quinzenal (4,44%) como no mensal (2,03%) 

Obtidos por meio do registro das transações realizadas na primeira quinzena de abril com o cartão de abastecimento da ValeCard em cerca de 20 mil estabelecimentos credenciados, os dados mostram que Acre (R$ 4,801) e Rio de Janeiro (R$ 4,741) são os estados com o combustível mais caro. Já Paraná (R$ 3,866), Santa Catarina (R$ 3,957) e Distrito Federal (R$ 3,977) são os estados com os preços mais baratos do país. 



Fonte: ValeCard 


Preço médio por Estado (R$) 
ESTADO 
Março 1ªQ 
Março 
Abril 1ªQ 
30 dias 
15 dias 
Acre 
5,033 
4,985 
4,801 
-4,61% 
-3,69% 
Rio de Janeiro 
5,087 
5,035 
4,741 
-6,80% 
-5,84% 
Amazonas 
4,768 
4,736 
4,607 
-3,38% 
-2,72% 
Pará 
4,855 
4,824 
4,585 
-5,56% 
-4,95% 
Alagoas 
4,718 
4,687 
4,499 
-4,64% 
-4,01% 
Tocantins 
4,815 
4,769 
4,482 
-6,92% 
-6,02% 
Sergipe 
4,755 
4,692 
4,479 
-5,80% 
-4,54% 
Minas Gerais 
4,866 
4,807 
4,471 
-8,12% 
-6,99% 
Ceará 
4,689 
4,651 
4,454 
-5,01% 
-4,24% 
Rondônia 
4,725 
4,687 
4,452 
-5,78% 
-5,01% 
Bahia 
4,657 
4,62 
4,39 
-5,73% 
-4,98% 
Mato Grosso 
4,831 
4,761 
4,358 
-9,79% 
-8,46% 
Maranhão 
4,569 
4,519 
4,307 
-5,73% 
-4,69% 
Piauí 
4,766 
4,697 
4,304 
-9,69% 
-8,37% 
Mato Grosso do Sul 
4,626 
4,593 
4,298 
-7,09% 
-6,42% 
Rio Grande do Sul 
4,679 
4,627 
4,255 
-9,06% 
-8,04% 
Goiás 
4,671 
4,596 
4,245 
-9,12% 
-7,64% 
Roraima 
4,421 
4,409 
4,234 
-4,23% 
-3,97% 
Rio Grande do Norte 
4,614 
4,551 
4,226 
-8,41% 
-7,14% 
Pernambuco 
4,526 
4,489 
4,21 
-6,98% 
-6,22% 
Espírito Santo 
4,677 
4,576 
4,207 
-10,05% 
-8,06% 
Amapá 
4,08 
3,986 
4,163 
2,03% 
4,44% 
Paraíba 
4,409 
4,361 
4,114 
-6,69% 
-5,66% 
São Paulo 
4,438 
4,388 
4,073 
-8,22% 
-7,18% 
Distrito Federal 
4,558 
4,44 
3,977 
-12,75% 
-10,43% 
Santa Catarina 
4,342 
4,291 
3,957 
-8,87% 
-7,78% 
Paraná 
4,458 
4,384 
3,866 
-13,28% 
-11,82% 
Preço médio 
4,653 
4,598 
4,324 
-7,07% 
-5,96% 
Fonte: ValeCard 
Entre as regiões, Sul tem o menor preço 
Entre as regiões do país, a Norte é a que tem a gasolina mais cara (R$ 4,474, em média), e o Sul, a que tem o combustível mais barato (média de R$ 4,026).  
REGIÃO 
Abril-1ªQ 
Norte 
4,474 
Sudeste 
4,373 
Nordeste 
4,331 
Centro-Oeste 
4,219 
Sul 
4,026 
Fonte: ValeCard 
São Paulo registra menor preço no Sudeste 
No Sudeste, São Paulo tem o combustível com o menor valor (R$ 4,073). Já o Rio de Janeiro tem o maior valor médio da região (R$ 4,741).  
SUDESTE 
Abril 1ªQ 
Rio de Janeiro 
4,741 
Minas Gerais 
4,471 
Espírito Santo 
4,207 
São Paulo 
4,073 
Fonte: ValeCard 
RS tem gasolina mais cara no Sul 
No Sul, a gasolina comum mais cara é encontrada no Rio Grande do Sul (R$ 4,255, em média). Santa Catarina é o Estado da região com o combustível mais barato (R$ 3,957). 
SUL 
Abril 1ªQ 
Rio Grande do Sul 
4,255 
Santa Catarina 
3,957 
Paraná 
3,866 
Fonte: ValeCard 
DF registra menor preço no Centro-Oeste 
No Centro-Oeste, o Distrito Federal tem a gasolina com o preço médio mais baixo (R$ 3,977). Já Mato Grosso tem a gasolina mais cara (R$ 4,358). 
CENTRO-OESTE 
Abril 1ªQ 
Mato Grosso 
4,358 
Mato Grosso do Sul 
4,298 
Goiás 
4,245 
Distrito Federal 
3,977 
Fonte: ValeCard 
Alagoas puxa alta no Nordeste 
No Nordeste, a Paraíba apresenta o preço médio mais baixo (R$ 4,114). Já Alagoas tem o valor mais alto (R$ 4,499).  
NORDESTE 
Abril 1ªQ 
Alagoas 
4,499 
Sergipe 
4,479 
Ceará 
4,454 
Bahia 
4,39 
Maranhão 
4,307 
Piauí 
4,304 
Rio Grande do Norte 
4,226 
Pernambuco 
4,21 
Paraíba 
4,114 
Fonte: ValeCard 
Acre tem gasolina mais cara do Norte 
No Norte, o Acre tem o preço mais alto (R$ 4,801). O valor médio mais baixo foi verificado no Ama (R$ 4,163). 
NORTE 
Abril 1ªQ 
Acre 
4,801 
Amazonas 
4,607 
Pará 
4,585 
Tocantins 
4,482 
Rondônia 
4,452 
Roraima 
4,234 
Amapá 
4,163 
Fonte: ValeCard 
Curitiba e Brasília registram maiores quedas 
Entre as capitais, Curitiba (R$ 4,177) e João Pessoa (R$ 4,194) foram as que apresentam preços menores. Já Belém (R$ 4,799) e Rio de Janeiro (R$ 4,741) têm os valores mais altos.  
As capitais que registraram maior queda no valor do combustível na primeira quinzena de abril em comparação com o mês de março foram Curitiba (-11,56%), Brasília (10,38%), Cuiabá (-10,20%) e Vitória (-9,22%). 
&am

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑