Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 10 de abril de 2020

Cuidados com a pele ao usar álcool em gel

Cuidados com a pele ao usar álcool em gel; especialista dá orientações para o uso correto do produto


A pandemia do novo coronavírus, que vem assolando todo o mundo, despertou a atenção para a importância da higienização, sobretudo das mãos, como forma de conter o avanço do Covid-19. Itens como o álcool em gel 70% são de grande eficácia contra o vírus, mas é necessário estar atento ao impacto que o álcool pode causar na pele, quando utilizado com frequência. O uso excessivo do álcool pode remover a camada de gordura que protege e mantém a hidratação da pele, provocando o ressecamento dela. Por isso a recomendação da presidente da Sociedade Baiana de Dermatologia (SBD-BA), Dra. Taís Valverde, é que o álcool em gel deve ser usado apenas quando não existir disponibilidade do uso de água e sabão. “Mesmo com toda sua eficácia comprovada contra o coronavírus, o uso em excesso do álcool resseca a pele. Devido a isso, a recomendação é que seja usado o 70% medicinal e nunca o de limpeza doméstica, apenas quando não for possível lavar mãos e braços com água e sabão”, defendeu.

Já entre as pessoas que fazem uso de produtos para a pele, podem surgir dúvidas sobre qual ordem de aplicação deve ser seguida, em meio aos cuidados com o coronavírus. “O recomendável é que primeiro se faça o uso do álcool em gel 70% medicinal, seguido do hidratante corporal e protetor solar", indicou. Diante desse cenário de combate ao coronavírus, também tem sido comum o uso de produtos como a água sanitária, aliada ao álcool 70%, para limpeza de ambientes. No entanto, a água sanitária é um produto que também pode ser prejudicial à pele, devido à capacidade de causar reações adversas. “A recomendação é que, se houver contato com a pele, o local deve ser lavado em água corrente por cerca de 10 minutos. E no caso de peles sensíveis, é indicado até o uso de luvas para manusear o produto, como forma de evitar problemas”, destacou. Já em casos em que a pele apresente vermelhidão, alergia, ressecamento ou qualquer reação adversa, um dermatologista deve ser procurado.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑