Seja bem-vindo. Hoje é

sábado, 25 de abril de 2020

Na pandemia, auxílio doença de um de salário mínimo

O governo de Jair Bolsonaro tem se tornado especialista em desserviço aos trabalhadores. Na última segunda-feira (20/04), foi assinada uma portaria que determina o prazo de 120 dias para realização da perícia médica em casos de afastamento. Pior do que o prazo estendido, é o valor que o trabalhador receberá no período: apenas um salário mínimo.


Utilizando a pandemia do coronavírus como pretexto para cortar direitos, a portaria estabelece ajustes na marcação da perícia médica. Porém, após 15 dias de atestado, as empresas não têm mais obrigação de pagar o salário aos trabalhadores, ficando a cargo do Seguro Social realizar o pagamento, mas com o prazo estendido, empregados ficarão 3 meses com apenas R$ 1.045,00, valor do mínimo vigente.


A orientação já foi passada para os servidores do INSS sobre como proceder quando o trabalhador ligar no número 135 para agendar perícia. Após entrar no sistema, o beneficiário passará pelo médico que irá fazer uma pré-análise, avaliar o atestado e validar o afastamento. O trabalhador recebe um salário, e só depois de 120 dias realiza a perícia.


A portaria ainda não esclarece se o cidadão que tiver o pedido invalidado pelo médico perito depois dos 120 dias vai ter de reembolsar o governo pelo benefício recebido. 

SIND BANCARIOS

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑