Seja bem-vindo. Hoje é

sábado, 25 de abril de 2020

Prefeitura concede auxílios sociais a vítimas de deslizamento de terra em Águas Claras

O prefeito ACM Neto visitou, na manhã desta sexta-feira (24), a Travessa Celika Nogueira, em Águas Claras, para acompanhar os trabalhos das equipes da Prefeitura no atendimento aos moradores da região. A localidade foi atingida por um deslizamento de terra em decorrência das chuvas que caíram na cidade ontem (23). 

O incidente provocou o desabamento de um imóvel, resultando na morte de duas pessoas. Além disso, um prédio de quatro pavimentos precisou ser interditado e um galpão terá a estrutura demolida.

“Ontem (23), estive em Brasília, mas, mesmo a distância, acompanhei tudo por telefone, tomando ciência das providências que seriam feitas ao longo do dia de hoje. Nesta região de Águas Claras, num prazo de seis horas, choveu um terço do que estava previsto para  todo o mês de abril. Estamos dando apoio para remover as pessoas que estão vivendo em áreas de risco  e, para a família vitimada, vamos providenciar uma casa nova e todo o apoio que precisarem”, afirmou o prefeito.

De acordo com a Defesa Civil de Salvador (Codesal), 17 imóveis  no local foram vistoriados, sendo 16 evacuados. Segundo a Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre), uma família foi encaminhada para receber o auxilio-emergência, cujo valor varia entre um a três salários mínimos, visando a reposição de bens móveis básicos perdidos no desastre. A Sempre também encaminhou 17 famílias para o recebimento do Aluguel Social, no valor de R$ 300, além de oferecer acolhimento, colchões e cestas básicas.

“É bom destacar que essa localidade de Águas Claras não estava na área de risco para deslizamento de terra. Infelizmente, houve uma construção irregular, junto com plantação de bananeiras e corte de um talude. Tudo isso contribuiu para facilitar esse escorregamento”, afirmou ACM Neto.

A  grande concentração das chuvas na capital baiana, ontem, ocasionou transtornos em diferentes pontos da cidade, fazendo com que a Prefeitura, inclusive, acionasse o sistema de alerta e alarme determinando a evacuação de moradores de área de risco no Bom Juá. 

“Nosso apelo é que as pessoas estejam sensíveis à necessidade de sair de casa nesses casos e de serem acolhidas pela Prefeitura. Mesmo com toda essa situação de coronavírus, a Codesal e a Sempre darão apoio e orientação para que a população não fique em área de risco”, acrescentou ACM Neto.

Previsão - As chuvas deverão continuar até a segunda-feira (27) com intensidade moderada e risco para alagamentos e deslizamentos de terra. As temperaturas neste período deverão variar entre 24° (mínima) e 30° (máxima).  As três localidades que mais choveram nas últimas 24 horas foram Caminhos das Árvores (139, 2mm), Retiro (138 mm) e Liberdade (133 mm).

Até as 11h desta sexta (24), a Codesal recebeu 265 solicitações. Foram 99 deslizamentos de terra, 52 ameaças de desabamento, 37 ameaças de deslizamento, 28 avaliações de imóvel alagado, 10 imóveis alagados, nove infiltrações, oito desabamentos de muro, seis árvores ameaçando cair, seis desabamentos parcial, três árvores caídas, três ameaças de desabamento de muro, dois desabamentos de imóveis, um armazenamento de material perigoso e um galho de árvore caído.

Qualquer situação de emergência pode ser informada através do 199, o disque emergência da Defesa Civil que funciona em plantão 24 horas.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑