Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 7 de maio de 2020

Alerta aos síndicos durante o Covid-19: conhecimento técnico é necessário para limpeza adequada de condomínios

A rede, especializada em limpeza comercial, chama atenção aos processos de limpeza com a qualidade necessária para conter a transmissão do vírus

Condomínios residenciais e comerciais demandam um tipo de limpeza específico e, durante a pandemia, mesmo áreas comuns de pouco tráfego de pessoas exigem um serviço minucioso, já que vírus e bactérias podem estar em locais que parecem limpos, mas não devidamente desinfetado. Os produtos de limpeza utilizados fazem toda a diferença, bem como o equipamento de proteção dos profissionais que os aplicam. Embora seja efetivo no uso doméstico, “a água sanitária pode representar riscos para a saúde, pois além de altamente corrosiva, se misturada a demais produtos, emite gases nocivos”, alerta Renato Ticoulat, master franqueado da Jan-Pro no Brasil.

A empresa, que inclusive já atuou em um cenário de pandemia global, em 2009, quando o país registrou casos de gripe H1N1, utiliza uma tecnologia exclusiva, chamada de EnviroShield, método que aplica o produto desinfetante de forma eletrostática, ou seja, através de cargas elétricas. Cria-se uma espécie de névoa que cobre 100% da área sem que haja a necessidade do profissional ter contato direto com equipamentos e estrutura da sala. “Essa técnica já é utilizada em muitos outros países e mata todos os tipos de vírus e bactérias, inclusive o coronavírus. A limpeza adequada não é apenas pela aparência, mas para garantir a saúde das pessoas, já que estamos lidando com um inimigo invisível”, comenta Ticoulat, que frisa ainda outros pontos positivos, como a agilidade e eficiência comprovada.

Também é necessário que os profissionais de limpeza utilizem os equipamentos individuais de segurança como luvas, máscaras e óculos, além, de claro, descartá-los adequadamente ou higienizá-los após o uso. “Quando somos acionados para limpeza em condomínios, enviamos três, quatro ou cinco profissionais completamente uniformizados e devidamente protegidos e treinados para limpar pisos, corrimões, paredes, maçanetas e, principalmente, áreas comuns, como os elevadores, onde há maior circulação de pessoas”, explica o executivo. Além disso, o nível de contaminantes é examinado com equipamento específico, tanto antes, como depois da desinfecção, o que garante ainda mais a eficiência da aplicação. “Esse tipo de limpeza profissional já faz parte do plano de contingência de muitos estabelecimentos, que entendem a importância da correta higienização de espaços coletivos”, completa.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑