Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 13 de maio de 2020

Gestantes, puérperas e crianças apresentam baixa procura pela vacina contra gripe

Com objetivo de facilitar o acesso às doses da vacina contra a gripe na capital baiana, a Prefeitura expandiu na última segunda-feira (11) a oferta do imunobiológico para todas as 142 salas de imunização da rede municipal, além de cinco drives-thru (na Arena Fonte Nova; no 5º Centro de Saúde Clementino Fraga, nos Barris; nos dois campi da Faculdade Bahiana de Medicina, nos bairros do Cabula e Brotas; e no Atakadão Atakarejo de Fazenda Coutos), funcionando das 8h às 17h.

Apesar da ampliação dos pontos de vacinação, a procura pelas doses continua baixa, sobretudo entre gestantes, puérperas (mães no pós-parto até 45 dias) e crianças de seis meses a menores de seis anos, ou seja, até 5 anos 11 meses e 29 dias. 

“A adesão à estratégia tem sido baixa nos últimos dias, apesar dos esforços de ampliação dos pontos de vacinação. É importante que o público-alvo se dê conta da seriedade da situação epidemiológica no país e busque a imunização. Normalmente, o pico dos casos de gripe acontece a partir dos meses de junho e julho. Por esse motivo, é importante se vacinar agora para que, no período em que a incidência da doença é maior, as pessoas com maior vulnerabilidade estejam protegidas", explicou Doiane Lemos, subcoordenadora de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Desde o início da campanha de vacinação, em 23 de março, pouco mais de 470 mil pessoas foram imunizadas na capital. Entre o público eletivo com menor adesão à campanha estão as gestantes, com cerca 29% de cobertura, as puérperas, com 39%, e as crianças de seis meses a menores de seis anos, com apenas 2%. Idosos (115%) e trabalhadores da saúde (91%) tiveram meta de imunização alcançada na cidade.

Fazem parte ainda do público eletivo da vacinação contra gripe os portadores de doenças crônicas, funcionários do sistema prisional, caminhoneiros, portuários, motoristas e cobradores do transporte público, bem como pessoas com deficiência. Para ter acesso às doses, os portadores de doenças crônicas deverão apresentar a prescrição médica com o motivo da indicação, ou seja, a patologia que o paciente apresenta. As puérperas também devem comprovar a que realização do parto nos últimos 45 dias.

A partir da próxima segunda-feira (18), serão incorporados à estratégia professores das escolas públicas e privadas e os adultos de 55 a 59 anos de idade. A campanha seguirá até 5 de junho em Salvador. 

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑