Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 26 de maio de 2020

Periperi terá restrições mais duras e ações de proteção contra a pandemia

Prefeitura anuncia fim das medidas regionalizadas no bairro do Bonfim 


O bairro de Periperi terá medidas de restrição regionalizadas e ações de proteção à vida no combate à pandemia a partir desta quinta-feira (28), com validade de sete dias. O anúncio foi feito hoje (26) pelo prefeito ACM Neto, durante a inauguração de mais uma unidade de emergência para tratar pacientes da Covid-19, instalado no Hospital Sagrada Família, em Monte Serrat. 

Nos bairros onde as medidas se encerrariam nesta terça (26) - Lobato, Liberdade e Bonfim -, apenas neste último não haverá prorrogação por mais sete dias, passando a valer as regras gerais para toda a cidade. "Avaliamos que, pelos resultados obtidos, há segurança para encerrar as intervenções no Bonfim, onde conseguimos ampliar o isolamento social e efetuar ações como as testagens rápidas, higienização de ruas, distribuição de máscaras e cestas básicas", disse ACM Neto. 

Além da Liberdade e do Lobato, as medidas regionalizadas seguem em andamento nos bairros de Plataforma, Brotas, Cosme de Farias, Massaranduba e Uruguai. Nesses locais, assim como vai acontecer em Periperi a partir de quinta, a Prefeitura faz distribuição de máscaras, realização de testes rápidos, medição de temperatura, doação de cestas básicas para feirantes e ambulantes, higienização de ruas, ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, apoio a instituições que atendam idosos, crianças e pessoas com deficiência e Cras Itinerante. 

Nesses locais, mesmo após os feriados antecipados desta semana e enquanto durar as medidas regionalizadas, fica suspensa a realização de qualquer atividade econômica, formal e informal, só sendo permitido o funcionamento de atividades consideradas essenciais, a exemplo de supermercados, farmácias e estabelecimentos que utilizam o sistema de delivery, sem retirada no local, além de serviços de saúde.    

Apelo - ACM Neto frisou que a Prefeitura e o governo do Estado estão fazendo um esforço enorme para impedir o colapso no sistema de saúde na capital, daí a necessidade da população respeitar as regras de isolamento social e uso de máscaras. "Estamos fazendo um esforço enorme para ampliar o número de leitos, mas a pressão sobre o sistema de saúde continua. Ontem, a ocupação das UTIs alcançou 88%. Esperamos diminuir esse índice essa semana, com a criação de mais leitos e também com os resultados que esperamos que possam vir dessa semana de suspensão das atividades comerciais". 

"Se as coisas derem certo e a gente conseguir reduzir expressivamente a taxa de transmissão, aliviando os leitos de UTI, vamos ter segurança para, a partir do primeiro dia de junho, quando vencem os decretos gerais de enfrentamento à pandemia e de medidas restritivas, poder dar início à reabertura de algumas atividades econômicas na capital. Mas isso só vai poder acontecer se a gente conseguir vencer com louvor essa que é a semana mais crítica, preocupante e desafiadora desde o início do enfrentamento à pandemia", acrescentou. 

Questionado pela imprensa sobre a realização de fogueiras e até guerras de espada em Salvador ontem (25), feriado antecipado de São João, o prefeito lamentou o comportamento de alguns que insistem em desrespeitar o isolamento social e até mesmo as famílias que perderam alguém para a doença. "Isso demonstra uma completa insensibilidade com milhares de mortos no país. Não é o momento de comemorar nada. O momento agora é de todos nos unirmos para salvar vidas. Faço um apelo para que todos se unam nesse mesmo propósito", concluiu.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑