Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 29 de julho de 2020

Especialista dá dicas para limpeza e desinfecção doméstica

Química ensina melhor uso de produtos



Mofo nos armários e guarda-roupas, bolsas e sapatos com bolor. Estes são alguns dos problemas que as pessoas têm enfrentado decorrentes do novo comportamento social determinado pela pandemia do Covid-19. Em função do isolamento social, as pessoas têm deixado as peças de roupa mais formais de lado, e elas sofrem as consequências deste novo cenário, agravado pelo clima deste período do ano. Outro ponto trazido pela pandemia é a necessidade de redobrar os cuidados com a limpeza e desinfecção, o que também pode ocasionar dúvidas e até excessos. A química especialista em cosméticos, limpeza e desinfecção de superfícies, Nívia Brandão, da empresa Morais de Castro, afirma que é necessário que as pessoas utilizem corretamente os produtos de limpeza.

O que tem acontecido, afirma Nívia, é um festival de erros no uso destes produtos, que leva a um maior número de acidentes domésticos, causando problemas respiratórios e irritação a pele das pessoas e dos pets. O erro mais comum é a utilização inadequada da água sanitária. “Este produto tem ação como desinfetante e alvejante, podendo ser usado para alvejar roupas brancas, desinfecção de superfícies, frutas, verduras, e folhagens, porém, deve ser utilizada em diluição adequada para cada caso. De forma alguma deve ser utilizada pura (100%) ou misturada com outros produtos de limpeza, como detergentes, desinfetante ou desengraxantes”, afirma ela.  

Segundo a especialista, estudos técnicos realizados comprovam que o vinagre não tem ação desinfetante. Para desinfecção de frutas, verduras e folhagens deve-se utilizar uma colher sopa de água sanitária para 500 ml de água. Deixar as frutas, verduras ou folhagens de molho por 10 minutos e depois enxaguar com água limpa. Para desinfecção de superfícies ou remoção de mofo, fazer solução com cinco colheres de sopa de água sanitária para 1 L de água. Lembrando que existem superfícies que são sensíveis e podem ser danificadas com o uso frequente de água sanitária, mesmo quando diluída.

Para limpeza de banheiros, pisos e paredes, é indicado o uso de detergentes de uso geral, desengraxantes ou limpadores perfumados. Apenas após a superfície limpa, poderemos fazer a desinfecção, onde os mais indicados são desinfetantes de uso geral à base de quaternário de amônio, normalmente encontrados no supermercado. São altamente eficientes, não danificam as superfícies, não causam irritação a pele e nem ao sistema respiratório. Também é importante seguir sempre as orientações de uso que constam nos rótulos, para maior eficiência dos produtos e evitar acidentes.

Para tirar o mofo dos armários, Nívia Brandão sugere que se retire as peças guardadas para arejar, limpar os armários com produto multiuso e a seguir passar álcool ou desinfetante de uso geral. Para evitar o surgimento de mofo (fungos), devemos sempre estar com a casa bastante arejada, abrindo armários e guarda-roupas para manter o controle da umidade.

No combate ao coronavírus, a química faz um alerta aos produtos que chegam a nossas casas, como os adquiridos em supermercado, deliveries e compras online, por exemplo. Ela aconselha lavar todos os itens possíveis com água e detergente neutro e para aqueles que não for possível lavar, borrifar álcool 70% antes de guardá-los ou fazer o consumo, mantendo sempre limpas as superfícies onde estes produtos são colocados.

E caso a família peça, por exemplo, uma pizza? “Como são acondicionadas em embalagem de papelão, que é porosa e no transporte até sua residência pode ter tido algum contato com o vírus, deve ser borrifado álcool 70% na embalagem ao chegar em sua casa e a seguir, transferir a pizza para prato ou bandeja devidamente limpa e descartar a caixa”. orienta Nívia.



Neste período em que se redobram os cuidados contra o coronavírus, a Morais de Castro aumentou substancialmente a distribuição de matérias primas para as indústrias que fabricam os produtos para limpeza e desinfeção. “A Morais de Castro está atenta às necessidades do mercado, e realmente, o uso destes produtos aumentou bastante, tanto em nível doméstico, quanto empresarial”, informou a química.

Este trabalho ganha ainda mais importância quando se sabe que em toda sujeira existem microorganismos (bactérias, vírus, fungos, etc) se alimentando e multiplicando, o que pode vir a causar doenças. Portanto, a limpeza é fundamental, devendo ser realizada diariamente e sempre que houver derramamento de substâncias. E ela lista alguns benefícios que obtemos com a limpeza correta: Evitar a incidência de doenças, tornando o ambiente mais seguro; aumento da vida útil das superfícies; facilitar a limpeza diária e melhorar aparência das superfícies. 

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑