Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 29 de julho de 2020

Nova unidade em Pirajá vai abrigar 100 pessoas em situação de rua

As pessoas em situação de rua em Salvador ganharam mais um importante local de abrigamento, que se torna ainda mais essencial neste período de enfrentamento à pandemia da Covid-19. A Unidade de Acolhimento Institucional de Pirajá, situado na Estrada de Campinas, foi entregue nesta terça-feira (28) com as presenças do prefeito ACM Neto e do vice Bruno Reis, além da secretária de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre), Juliana Portela, e corpo técnico. 

A estrutura tem capacidade para abrigar 100 homens, encaminhados através das ações de abordagem social da Sempre ou dos Centros de Referência Especializados para População em Situação de Rua (Centros Pop). O investimento mensal para funcionamento da UAI é de quase R$336 mil. 

“Com a entrega desta unidade, estamos completando 1.270 vagas oferecidas para essas pessoas na cidade. As UAIs estão espalhadas em diversos locais de Salvador e, aqui dentro, esses cidadãos vão ter um tratamento muito digno. Terão acolhimento psicossocial, acompanhamento à saúde, três refeições por dia, acesso a material de higiene e vão poder dormir com todo o conforto e segurança”, salientou o prefeito. 

Ele ainda completou que esta UAI permanecerá em funcionamento após a pandemia, auxiliando os abrigados a ter um futuro com mais autonomia e dignidade, a exemplo de ações de encaminhamento à capacitação profissional e vagas de emprego ou, ainda, ter moradia própria. “Isso para garantir que o tratamento às pessoas em situação de rua seja permanente e a gente possa conjuntamente e em solidariedade superar a condição de extrema pobreza desses cidadãos”, declarou ACM Neto. 

Estrutura – A UAI Pirajá possui 64 dormitórios, sendo seis destinados a pessoas com deficiência, duas salas de atendimento técnico e outras três distribuídas entre coordenação, cuidados em saúde e convivência, além de cozinha, recepção e almoxarifado. A equipe é composta por 41 profissionais, sendo um coordenador, dois psicólogos, dois assistentes sociais, dois enfermeiros, 16 educadores, um auxiliar administrativo, um recepcionista, dois técnicos de enfermagem, oito cuidadores, seis auxiliares de serviços gerais, um agente de portaria e um motorista. 

Os abrigados recebem materiais de higiene pessoal e passam por acompanhamento psicossocial, escuta qualificada, atividades em grupo e encaminhamento à rede de serviços, como retirada de documentação e cadastro em programas sociais, como Bolsa Família e Aluguel Social. 

Amparo completo – O prefeito também lembrou que, desde o início da pandemia, a administração municipal tem se preocupado em dar apoio à população mais pobre, em especial às pessoas em situação de rua, mais vulneráveis ao novo coronavírus. Além da ampliação do número de vagas de abrigamento, com unidades voltadas para cada tipo de público (crianças e adolescentes, idosos, mulheres, homens e pessoas que fazem uso de substâncias psicoativas), outra ação de destaque foi a implantação de consultórios de rua para atendimento médico e psicossocial daqueles que não querem deixar as ruas. 

Outra iniciativa essencial nesse momento de crise sanitária é a implantação de postos de distribuição de refeições, com quatro mil quentinhas entregues diariamente, desde março, em locais estratégicos da cidade. De acordo com ACM Neto, inclusive, a ação será revista para otimizar o trabalho e, assim, continuar a evitar que as pessoas passem fome neste período de crises econômica e social, com aumento do desemprego e da perda de renda. Também entram nesse trabalho completo de assistência a disponibilização de lavandaria móvel e banheiros para asseio completo em contêineres climatizados.



0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑