Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 29 de setembro de 2020

BTCA e OSBA apresentam seis criações inéditas no “Voltando aos Palcos”


 Corpos artísticos do Teatro Castro Alves, Balé Teatro Castro Alves e Orquestra Sinfônica da Bahia farão performances com transmissão ao vivo diretamente da Sala do Coro do TCA  


Estreia é no dia 2 de outubro, com “Entre a minha mão e a sua há mais que um abraço”  


O projeto “Voltando aos Palcos”, que marca o primeiro passo na retomada do uso dos palcos do Teatro Castro Alves (TCA), reserva lugar especial para os seus dois corpos artísticos: o Balé Teatro Castro Alves (BTCA) e a Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA) se unem para a criação de seis espetáculos inéditos, que terão transmissão ao vivo no canal de YouTube do TCA (www.youtube.com/teatrocastroalvesoficial) e na TVE Bahia, quinzenalmente às sextas-feiras, sempre às 20h, até o mês de dezembro, alternando na programação semanal do projeto com shows musicais da cena baiana contemporânea. A estreia será no dia 2 de outubro, com “Entre a minha mão e a sua há mais que um abraço”. Antes de cada espetáculo, o BTCA ainda apresenta pílulas cênicas na abertura do programa de cada dia, performances independentes que investigam o entorno do palco, espaços inusitados e curiosos do Complexo do TCA.  


O BTCA e a OSBA têm se conectado fortemente para promover colaborações artísticas em parceria, numa proposta anual de realizações. Em 2019, esse encontro originou o espetáculo “A História do Soldado”. Agora, o conjunto de criações a serem estreadas dentro do “Voltando aos Palcos” são a entrega expressiva dentro das contingências atuais: uma maneira de continuar oferecendo ao público espetáculos que destacam a dança e a música, assinados pelas companhias artísticas oficiais da Bahia. O TCA, enquanto equipamento cultural público, corresponde, assim, ao seu compromisso de manter seus corpos ativos, em um formato inovador, buscando constantemente soluções técnicas, poéticas, analógicas e digitais para promover cultura neste momento.  


“Entre a minha mão e a sua há mais que um abraço” expande o sucesso de “Um Concerto para o Guarda-Roupa”, em que o maior equipamento de cultura do estado da Bahia realizou um vídeo, com já mais de 30 mil visualizações, para homenagear artistas, profissionais e públicos das artes, como um abraço de acolhimento e reverência para todos que escreveram e escrevem a história do TCA e da cultura da Bahia. Deste ato poético, feito para uma plateia formada por figurinos do Guarda-Roupa do Centro Técnico do TCA e que registra os sentimentos compartilhados nas atuais circunstâncias sociais, os mesmos bailarinos – Jai Bispo e Luiza Meireles – e músicos – Eduardo Torres, piano, e Mário Soares, violino – que estiveram em cena desdobram este abraçar.  


Durante o isolamento social, muitas pessoas se sentiram provocadas a refletir sobre seus próprios valores e propósitos na vida diante da incerteza de um futuro possível. Acontecimentos no mundo inteiro provocaram a repensar hábitos, crenças, desejos e sonhos. Dentre tantos, são as notícias sobre agressões e assassinatos covardes de pessoas negras que atravessam agora este abraço protagonizado por artistas negros. No esforço de manter a altivez e de fortalecimento nesse contexto, valorizar suas subjetividades e honrar seus ancestrais é uma jornada poderosa. “Entre a minha mão e a sua há mais que um abraço” trata da celebração de realezas ancestrais a partir do caminho de nossas mãos até o encontro do abraço. Nessa jornada, exercita-se expandir o toque, experimentar pequenas mortes cotidianas e constantes renascimentos.  


Na pílula cênica da primeira data, Douglas Amaral e Lila Martins desenvolvem uma performance lúdica sobre a saudade e a felicidade de retornar ao teatro, percorrer os espaços externos da sala de espetáculos, o reencontro com o outro e o desejo do abraço.  


Conceito criativo – Em pequenas formações de bailarinos e músicos, para exibir a colaboração mútua entre os dois corpos artísticos oficiais da Bahia, BTCA e OSBA tomam como inspiração artística para esta série questões humanas que se acentuam no momento atual: a proposta é que cada montagem faça refletir sobre os desafios de hoje, mas sem limitação a este tempo, como crônicas não datadas. Os diretores artísticos das companhias estão diretamente envolvidos: Wanderley Meira, do BTCA, responde pela Direção Geral, e o maestro Carlos Prazeres, da OSBA, pela Direção Musical. Seguindo a agenda, no dia 16 de outubro, na semana do Dia das Crianças, virá o espetáculo “Cria”, que foca na infância e penetra na rotina doméstica de mulheres para abordar sonhos e fantasia. No dia 30, “Pés a Pés”, uma homenagem aos griôs e aos caminhos trilhados. Em 13 de novembro, “disfaRCes” parte do uso das máscaras faciais para mergulhar nas diversas proteções ou disfarces que utilizamos. No dia 27 de novembro, será a vez de “Atravessa o mar...”, que trata de amor e presença. Por fim, em 11 de dezembro, “Umbigo”, uma reflexão sobre a maternidade.  


Sobre o “Voltando aos Palcos” – É na Sala do Coro que o Complexo do TCA dá seu primeiro passo na retomada do uso de seus palcos. No projeto “Voltando aos Palcos”, Lazzo Matumbi, Jarbas Bittencourt, Leo Cavalcanti, Majur, Marcia Castro e Nara Couto farão shows exclusivos e os dois corpos artísticos do TCA – o Balé Teatro Castro Alves (BTCA) e a Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA) – apresentarão performances inéditas especialmente criadas para esta série, que tem transmissão ao vivo no canal de YouTube do TCA (www.youtube.com/teatrocastroalvesoficial), na TVE Bahia e, no caso dos shows, também na 107.5 Educadora FM Bahia, de 25 de setembro a 11 de dezembro, sempre às sextas-feiras, às 20h. O “Voltando aos Palcos” se configura, assim, como uma etapa de transição nas práticas de distanciamento, sem a participação presencial do público, mas já reaquecendo os palcos do TCA. Para sua execução, serão seguidos rígidos protocolos de segurança e saúde que evitam as transmissões da Covid-19, conforme estabelecidos pelos órgãos competentes. A curadoria dos shows, além de prezar pela qualidade artística e pelo fomento à cena musical baiana, observou formatos com número reduzido de participantes. Como resultado, o TCA oferece ao público acesso gratuito e virtual a uma programação qualificada, diversificada e com toda técnica de ponta típica das produções do Complexo.  


“Voltando aos Palcos” apresenta: 


Balé Teatro Castro Alves e Orquestra Sinfônica da Bahia 


Em: “Entre a minha mão e a sua há mais que um abraço” 


Com: Jai Bispo e Luiza Meireles (BTCA); Eduardo Torres e Mário Soares (OSBA) 


Pílula cênica de abertura: Douglas Amaral e Lila Martins 


Quando: 2 de outubro de 2020 (sexta-feira), 20h 


Onde: Transmissão ao vivo a partir da Sala do Coro do Teatro Castro Alves (TCA) 


Canal no YouTube do Teatro Castro Alves: www.youtube.com/teatrocastroalvesoficial 


TVE Bahia 


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑