Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 4 de setembro de 2020

Clubes sociais começam a reabrir em Salvador seguindo protocolos


 Total de agremiações registradas na cidade chega a 69, mas só atividades esportivas estão autorizadas


Com o início parcial da fase três de retomada das atividades na capital baiana, os clubes sociais de Salvador já se preparam para reabrir as portas. Para a maioria, o dia de ontem (31) foi de organização do ambiente e de adequação aos protocolos de proteção para os associados e trabalhadores. Alguns, no entanto, já começaram a funcionar.

A reabertura dos clubes sociais só pode acontecer para a realização de práticas esportivas, individuais ou em dupla, com exceção daquelas que exijam contato físico. Aulas também estão liberadas, desde que em áreas abertas, com limite de dez alunos, duração máxima de 50 minutos e respeitando o distanciamento social de 1,5m. A realização de qualquer tipo de evento está proibida nesses espaços, que devem redobrar a atenção com a higiene e limpeza de ambientes e plataformas de contato.  

O funcionamento deve ser das 6h às 22h, de segunda a sexta, das 6h às 18h, aos sábados, e das 6h às 14h, aos domingos. Ao todo, são 11 agremiações filiadas ao Sindicato dos Clubes na Bahia (Sindiclube) que dispõem de atividades esportivas. A cidade conta, no entanto, com 69 agremiações sociais, esportivas ou recreativas.

Reabertos - Armando Reis, presidente do Costa Verde Tênis Clube, que fica na Avenida Orlando Gomes, em Piatã, conta que a prática de tênis já foi retomada desde ontem (31) no local. “Acho que foi uma decisão acertada da Prefeitura. O esporte é altamente saudável, principalmente para o nosso público de tênis. O distanciamento entre jogadores é grande. Estamos tomando todos os cuidados e acho que os protocolos são importantes para a segurança de todos”.

Situado na Barra, o Bahiano de Tênis reabriu nesta terça (1º). O presidente da agremiação, José Renato Lima, conta que o dia ontem foi dedicado à organização dos últimos detalhes para deixar tudo no lugar. “Eu achei muito boa essa reabertura, porque a atividade física é benéfica para a saúde, principalmente quando não existe o contato físico. Eu não achei muito conveniente jogar tênis de máscara, porque é uma atividade em que o praticante puxa muito o ar, mas nós vamos obedecer e tentar utilizar itens mais leves”.

O Bahiano de Tênis conta com 600 associados, mas terá que limitar a capacidade máxima simultânea de ocupação para até 300 frequentadores ou de uma pessoa a cada nove metros quadrados de área, o que for menor. A regra é válida para todos os clubes de Salvador nesse momento de reabertura. Além do tênis, o Bahiano desenvolve esportes como ginástica olímpica, futevôlei e natação.

Francisco Pimenta, presidente do Sindiclube, avalia a reabertura de maneira positiva: “É uma boa para aqueles clubes que são mais ligados a esportes. Para o setor, essa retomada representa uma tentativa mínima para evitar a perda de tantos sócios por conta da pandemia. Na percepção geral dos dirigentes, esse é o primeiro passo. O caminho é esse mesmo. Cautela não faz mal a ninguém”.

Confira outras regras – Para o funcionamento dos clubes sociais, outras medidas precisam ser tomadas e estão inseridas no protocolo setorial.A temperatura dos colaboradores, prestadores de serviço e frequentadores precisa ser aferida e aqueles com 37,5° ou mais devem ser direcionados para o acompanhamento adequado de saúde.

Totens de álcool em gel 70% devem ser disponibilizados no acesso aos clubes e nos locais de grande movimento. Fica proibido o uso de bebedouros em áreas comuns e cada frequentador tem que levar utensílios como copos, garrafas, toalhas e óculos de natação, sem compartilhá-los.

Fica vedada a utilização de áreas coletivas, como churrasqueiras, saunas e afins, bem como parques infantis e espaços que possam gerar aglomerações. Além disso, o uso de máscara é obrigatório durante todo o tempo de permanência no clube para funcionários e frequentadores (com exceção das atividades esportivas feitas na piscina). Devem ser instaladas barreiras físicas entre os frequentadores e os trabalhadores que lidam diretamente com os sócios, e os atendentes nestes locais precisam usar, além de máscara, face shields. 

A prática de esportes de alto rendimento está permitida, desde que sejam obedecidas as medidas de distanciamento mínimo de 1,5m entre todas as pessoas envolvidas,quando usando máscaras, e de 2m quando não estiverem utilizando o item de segurança, sendo essa última situação exclusiva para atividades aquáticas.

No caso do uso da piscina, deve ser mantido um distanciamento mínimo de 2m entre os alunos na água e em todos os momentos em que estiverem sem máscara. Além disso, cada raia só pode ser utilizada por um aluno, e a higienização de balizas, escadas, corrimões e bordas precisa ser feita constantemente.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑