Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 6 de outubro de 2020

Bares e restaurantes comemoram ampliação de funcionamento


 Medida entra em vigor hoje (5), mas estabelecimentos precisam cumprir protocolos


Bares e restaurantes de Salvador já podem estender horário de funcionamento a partir desta segunda-feira (5). Os estabelecimentos estão autorizados a funcionar até meia-noite (antes o limite era 23h), de segunda a domingo, sendo que os clientes só podem entrar no prazo máximo de uma hora antes do fechamento. O horário de abertura continua sendo 12h.


Além disso, a quantidade de pessoas por mesa passa de seis para oito, mantendo todas as medidas de distanciamento social e higienização estabelecidas no protocolo setorial. Para entidades ligadas ao segmento, essas flexibilizações representam novo avanço no processo de retomada.


“É mais um passo importante para o segmento de bares e restaurantes nessa longa jornada de restauração do setor, que ainda está distante em ser equacionada. O importante agora é celebrar mais essa etapa e seguir avançando na busca das condições ideais de recuperação das cerca de 22 mil empresas da capital”, comemora o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes na Bahia (Abrasel-BA), Luiz Henrique do Amaral.


“Essas novas flexibilizações vêm em boa hora e vão possibilitar que a gente aumente um pouco mais a capacidade dos atendimentos”, destaca o presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (SHRBS), Sílvio Pessoa.


Também a partir de hoje (5), todos os bares, lanchonete e restaurantes dos clubes sociais poderão reabrir - antes só poderia funcionar restaurantes com acesso independente ao clube. O funcionamento desses estabelecimentos, segundo o protocolo setorial para clubes sociais, é de segunda a sexta, das 6h às 22h, sábado, das 6h às 18h, e domingo, das 6h às 14h.


Em shopping centers, os bares e restaurantes que possuam acesso independente ou exclusivo têm horário de funcionamento até conforme os demais. Caso contrário, esses estabelecimentos ficam sujeitos ao horário dos centros de compras.


Interdições – Mesmo com as progressivas medidas de flexibilização, a Prefeitura, através da Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), mantém rígida a fiscalização dos protocolos sanitários que determinam critérios para o funcionamento de bares, restaurantes e espaços similares. No final de semana, de sexta-feira (2) até domingo (4), foram feitas 1.687 vistorias e 12 interdições.


Contando desde o dia 10 de agosto, quando foram reabertas as atividades do setor, até ontem (4), foram interditados 190 estabelecimentos, sendo 176 bares, quatro restaurantes, cinco lanchonetes, três pizzarias ,uma barraca de praia e um quiosque.


Entre os 10 bairros com mais ocorrências estão São Marcos (17 estabelecimentos interditados), Barra (13), Ribeira (12), Barris (11), Rio Vermelho (10), Garcia (9), Massaranduba (8), Pituba (7), Imbuí (6) e Praia do Flamengo (5).


Regras – Para coibir a proliferação da Covid-19 e assegurar a saúde e bem-estar dos trabalhadores e clientes, restaurantes, bares, pizzarias, temakerias, sorveterias, doçarias, cafeterias e similares devem seguir regras sanitárias previstas no protocolo setorial das atividades.


Na chegada aos estabelecimentos, a temperatura dos colaboradores, prestadores de serviço e clientes deve ser aferida. E aqueles com resultado igual ou superior a 37,5°C devem ser direcionados para acompanhamento de saúde adequado.  


O uso de máscaras é obrigatório, exceto durante as refeições, enquanto que os espaços e praças de alimentação devem funcionar com 50% da sua capacidade, garantindo um afastamento mínimo de 2m entre as mesas. Já a distância entre as cadeiras de mesas diferentes deve ser de, no mínimo, 1m.


Também é obrigatória a substituição das toalhas de mesa após cada atendimento e todos os espaços devem ser delimitados para garantir o distanciamento recomendado entre as pessoas.  


Em restaurantes, fica proibido o consumo de alimentos e bebidas no balcão. Nos bares, os clientes sentados nos balcões deverão respeitar o afastamento mínimo de 2m.


Além disso, a recomendação é de que sejam adotados cardápios digitais utilizando, por exemplo, um QR-Code, que pode ser lido através de telefone celular, ou escrever os itens em uma lousa ou similar.  


Se não for possível abolir o menu físico, deve ser disponibilizado um modelo plastificado, que deve ser desinfetado com álcool 70% ou similares após cada uso. Em caso de utilização de tablet, a determianção é a desinfecção a cada cliente, com álcool isopropílico.


Os bares e restaurantes estão autorizados a ter música ao vivo apenas no modo voz e violão e o autosserviço está liberado desde que sejam seguidos protocolos sanitários - para isso, os estabelecimentos devem fornecer luvas descartáveis aos clientes, não sendo permitido o compartilhamento do utensílio com amigos e familiares.  



0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑