Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 26 de outubro de 2020

Dia do Metroviário | Do sonho de criança à realidade, baiano torna-se operador de trem e fala da emoção de conduzir o metrô


 CCR Metrô Bahia vai celebrar o Dia do Metroviário, comemorando na próxima segunda-feira (26), com a exposição Por Dentro das Expressões Metroviárias



“Bom dia! Eu sou Rubens, o operador que está na condução deste trem. Seja bem-vindo e tenha uma excelente viagem!”. Essa é a frase que dá o start ao dia e a todas as viagens comandadas pelo operador de trem da CCR Metrô Bahia, Rubens Melo Júnior. O baiano de 42 anos se sente honrado em dar as boas-vindas aos milhares de baianos e turistas que circulam diariamente pelo Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas e carrega na veia o amor pelos trilhos e pelo metrô, um verdadeiro sonho de criança realizado.


Desde 7 anos, Rubens vive na ponte aérea Salvador x São Paulo para se dividir entre os pais. Foi lá, na maior metrópole do país, que o menino despertou uma grande paixão: o metrô. O seu passeio mais divertido era ir para a estação metroviária ver o trem passar e encher o pai Rubens de perguntas. Quer mais inspiração? Uma tia paterna foi uma das primeiras mulheres a se tornar operadora de trem na América Latina, há mais de 30 anos. Um sentimento que tomou o coração e sempre transbordava pelos olhos de tanta emoção ao ver o vai e vem dos trens na capital paulista.


Nem nos seus mais perfeitos sonhos, o operador de trem imaginava que tudo isso pudesse se tornar realidade. Logo na primeira semana de operação do metrô baiano, o apaixonado foi conhecer o modal e ficou encantado com os trens novos. De 1985 pra cá, muita coisa mudou mesmo! E, com certeza, os trens que a tia Elenilda comandava não são iguais. No metrô baiano, por exemplo, o sistema CBTC (Communications-Based Train Control), no português Sistema de Controle de Trens Baseado em Comunicação, é totalmente automático e garante toda a segurança e conforto para clientes e colaboradores. O operador de trem precisa estar ali para observar todo o trajeto, de olho na presença de pessoas e obstáculos na via, para aplicar freio, em caso de emergências, além de monitorar as câmeras do interior dos trens. Mas sabe um ensinamento vindo da sua tia e de toda a família que Rubens carrega consigo até hoje? “Transportar vidas é um trabalho de muita responsabilidade. Agora você também tem essa responsabilidade”, relembra.


Com carreira profissional estável na área de logística e após se formar em geografia pela Ufba, o seu destino não seria o mesmo sobre trilhos. Na crise de 2017, Rubens foi desligado da empresa de cosméticos e iria tentar lecionar, mas soube da oportunidade de emprego na concessionária que administra o metrô baiano. Se inscreveu mesmo sem saber a vaga. Quando foi convocado para a seleção presencial, a notícia: era para operador de trem. E lá se vão quase 3 anos, vivendo o seu sonho de criança, dia após dia. Em seu primeiro dia de trabalho, uma grande surpresa. “Além do frio na barriga, minha família toda foi me ver conduzindo o trem. Foi bom demais ver minha filha Giulia, minha esposa... Bola pra frente e seguimos viagem”, emociona-se. 


Rubens trabalha na Linha 1, no horário de pico da manhã, e precisa de toda atenção e cuidado para garantir a segurança, conforto e uma boa prestação de serviços aos clientes. Para ele, ser metroviário é servir, ser parte de uma ferramenta que ajuda a sociedade a se locomover pela cidade. “Eu sou muito feliz aqui, sendo operador de trem. Tenho prazer e satisfação em conduzir o metrô e transportar vidas com segurança e conforto. Sempre trabalho com um belo sorriso no rosto. É recompensador e muito gratificante quando os clientes desembarcam e vão na janela me agradecer através de gestos, me lembra muito quando eu era criança e queria conhecer a cabine. É sinal de que estamos seguindo no caminho certo”, comemora.


  

Comemoração


            Nesta segunda-feira, dia 26, quando é comemorado o Dia do Metroviário, a CCR Metrô Bahia vai lançar a exposição Por Dentro das Expressões Metroviárias. A ação vai apresentar o significado de algumas expressões que fazem parte da operação do metrô e da comunicação dos metroviários para garantir uma viagem segura, confortável e rápida. A exposição ficará até o dia 13, na Estação Pirajá de Metrô. 


A mostra tem visitação gratuita e integra o programa Vem pra Cá que promove eventos e ações que reforçam a pluralidade cultural, diversidade e inclusão durante todo o ano nas estações de metrô da cidade. Os artistas quem tiverem interesse em participar do programa Vem pra Cá pode fazer contato através do e-mail vempraca.metrobahia@grupoccr.com.br. Neste momento, as ações contemplam exposições de fotos, poesias e outras vertentes.


 


 

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑