Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 15 de outubro de 2020

Dia do Professor: entenda por que a saúde dos educadores afeta a educação brasileira


Dia do Professor: entenda por que a saúde dos educadores afeta a educação brasileira


Luciana Araújo, mais conhecida como Tia Lu, é a educadora que detectou uma solução para o problema que vem afastando cada vez mais os alunos de um ensino de qualidade e os professores de uma vida saudável


Para exercer plenamente qualquer função profissional de maneira satisfatória, é preciso estar com o corpo e a mente saudáveis e em harmonia. Entretanto, não é isso o que acontece na vida dos professores brasileiros que se encontram, desde sempre, em um cenário de trabalho excessivo com pouco reconhecimento e marcada por recorrentes adoecimentos físicos e mentais.


É o que mostra os resultados da pesquisa Educatel, últimos dados educacionais levantados entre 2015 e 2016 pelo Ministério da Educação (MEC), em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Ao entrevistar 6.510 professores de educação básica encontrados em 5.737 escolas espalhadas em todo o Brasil, os órgãos responsáveis levantaram que o principal motivo da ausência dos educadores no trabalho é por problemas de saúde. Dos 53,3% que responderam essa alternativa, 17,7% relataram que problemas de voz são os mais frequentes, seguidos por problemas respiratórios com 14,6% e problemas emocionais com 14,5%.


“São problemas ligados às condições de trabalho dispostas ao educadores que, além de uma grande carga de trabalho, ainda precisam lidar com o esforço de se fazer ouvir em salas de aula lotadas, violência verbal praticada por alunos e a falta de apoio da gestão que oferece uma remuneração bem abaixo do real valor que devemos dar aos responsáveis pela formação do futuro. Tudo isso ajuda a desestimular os profissionais que, por se sentirem exaustos e infelizes, desenvolvem uma série de doenças”, aponta Luciana Araújo, educadora da primeira infância e idealizadora do Tia Lu de Educação, método de ensino voltado para uma série de ações em defesa de uma educação com mais significado para a vida.


Foi, a partir desse projeto e, com um olhar de amor para quem cuida, que a professora de Olinda, cidade de Pernambuco, entendeu que o acúmulo de problemas de saúde e a desvalorização da carreira afetava, diretamente no processo educativo, refletindo na qualidade da formação escolar e no desenvolvimento das crianças na vida adulta. Por meio de estudos comprovados e já adquiridos internacionalmente, Tia Lu, como é conhecida, criou o “Cuidar do Cuidador”, rede de apoio que prioriza e coloca o professor como protagonista do presente, capaz de transformar o futuro da sociedade.


O projeto, pioneiro em nosso país, é fundamentado por meio de quatro pilares essenciais (autoconhecimento, autocuidado, autorresponsabilidade e autoeducação) que Luciana desenvolveu em si mesma antes de compartilhar em palestras e cursos, virtuais e presenciais, para equipes de escolas e instituições. O ensino, ajuda os participantes a alcançar o autodesenvolvimento necessário para possibilitar, através do equilíbrio do sistema neurofisiológico, mais vitalidade, disposição, alegria, energia, motivação e engajamento necessário para uma vida saudável e feliz. “Essa é uma luta diária que está distante de terminar, mas posicionar a primeira infância como prioridade em nossa sociedade é minha missão e eu não pretendo desistir”, finaliza.


Sobre Luciana Araújo

Luciana Araújo está há mais de 12 anos atuando com crianças na primeira infância por meio do método Tia Lu de Educação. É diretora e proprietária do Espaço Tia Lu do Ser Integral e criadora do método Tia Lu de Educação. Já são mais de 4.000 crianças e profissionais atendidos por seus cuidados e orientação. É embaixadora da primeira infância no Recife e fundadora do projeto social Mão Amiga. É mãe de duas meninas e vive intensamente e diariamente a educação integral. 


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑