Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 20 de outubro de 2020

Novo Cmei União da Boca do Rio terá 250 vagas em tempo integral


 Última escola em pré-moldado ainda existente na rede municipal de ensino, o Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) União da Boca do Rio, no Imbuí, começou a ser demolido pela Prefeitura, nesta terça-feira (20), para dar lugar a um imóvel novinho que será construído em alto padrão. A ordem de serviço para início imediato das obras foi assinado no local pelo prefeito ACM Neto, acompanhado do secretário da Educação (Smed), Bruno Barral, e da diretora da instituição, Amanda Almeida.


Com investimento de R$3,4 milhões e obras a serem concluídas em dez meses, a nova unidade terá dez salas de aula climatizadas, além de setor de acolhimento, diretoria, secretaria, coordenação, sala de professores, copa, depósito, cozinha, triagem, depósito de merenda, lavanderia, área de serviço, estacionamento, refeitório, recreio coberto, recreio descoberto, parque infantil, solário, sala multiuso, sanitários, guarita, subestação, elevador, casa de gás, casa de lixo e acessibilidade. Serão oferecidas 250 vagas em tempo integral.  


O prefeito lembrou que, há quase oito anos, havia mais de 40 escolas em pré-moldado, cuja ação do tempo e a falta de manutenção tornaram a situação difícil para professores, alunos e funcionários. Dentre as situações enfrentadas pela comunidade escolar estavam o intenso calor em dias de sol, e goteiras e alagamentos no período chuvoso.


“Agora, essa realidade faz parte do passado. Esse é o novo quadro da educação de Salvador, uma das cidades que mais avançou no Ideb (Índice Nacional da Educação Básica), que chegou no primeiro lugar em oferta de vagas na Educação Infantil e que, no lugar das escolas que não tinham condições de funcionamento, estão sendo construídas estruturas adequadas para o ensino e aprendizado”, destacou ACM Neto.


Situação - Antes da demolição, o colégio apresentava problemas na estrutura, instalações hidráulicas e elétricas comprometidas, além do risco à saúde de alunos e colaboradores. Durante as obras, quando as atividades forem liberadas para retorno devido à pandemia, as aulas da unidade serão realizadas no Instituto Municipal de Educação Professor José Arapiraca (Imeja), no vizinho bairro Boca do Rio. 


O titular da Smed lembrou que as escolas em pré-moldado cumpriram a missão de serem construídas rapidamente, mas que apresentaram grande problema no quesito manutenção. “Foi criado um cronograma de reconstrução e já temos algumas delas prontas para serem entregues ainda este ano. O padrão das novas escolas não deixam nada a desejar em comparação a qualquer escola de ponta da rede particular”, disse Barral.   


Balanço – Desde 2013, 42 unidades escolares nos mesmos moldes já foram reconstruídas em Salvador. A expectativa da Smed é que, no próximo ano, sejam inauguradas mais 11 escolas em um novo imóvel.


Com a reconstrução de unidades escolares, desde o início da gestão, a Prefeitura já investiu R$230 milhões. Já no quesito reforma, manutenção e melhorias, o montante investido pelo município chega a R$400 milhões.


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑